Arquivo da categoria ‘Testemunhos’

Testemunho de Valber Diniz – Ex-Protestante

Publicado: 23 de agosto de 2011 por Rafasoftwares em Testemunhos

Este testemunho foi nos enviado por Email pelo Sr. Valber Diniz contando o seu testemunho de Conversão.
———————————————————————————————

Do meu nascimento até o meu anivesário de 25 anos eu vivia feliz na Santa Madre Igreja. Um dia, num desses espasmos de bestialidade, seguindo um suposto amor protestante, eu me vi dentro da igreja batista e lá fui sendo “lavado” cerebralmente com o pano de fundo de estar sendo liberto de todo o mal.

A crueldade de uma seita protestante, seja ela qual for, e vale dizer que visitei durante dez longos anos uma penca delas, é que o advento da salvação e da prosperidade só ocorre com os líderes, pois os pobres pecadores sempre serão “acalantados” com frases do tipo: “você não recebe a graça por não ter fé” ou “você não é fiel, ai Deus não abençoa”. Pois bem, dez anos de minha vida eu segui estes passos e e esperava sempre uma resposta para os meus mais singelos questionamentos. Lembro-me de perguntar sempre ao pastor onde estava o embasamento bíblico para o protestantismo. Até me deram um, lá no antigo testamento que fala de um homem que sairá do meio de vós e blá, blá…. Depois vi que em João, não lembro os versos, falava-se de Cristo.

Pois bem, como nunca me deram um resposta plausível e sempre diziam que eu não tinha alegria por não ter tido, até aquela data, um encontro com Deus, eu estava vazio e mais confuso. Crueldade suprema até um dia que em sonho Deus me deu a constatação de que a Igreja plena e insofismável chama-se Igreja Católica Apostólica Romana. Voltei para Casa como a parábola do filho pródigo.

Vale registrar que era alguem triste, escondido, envergonhado e mediocre. Eu que antes tinha vida, tinha talentos, tinha alegria em estar vivo passei dez anos numa angustia sem explicação. Mas passou e hoje tento me refazer de tamanha besteira. A missa e os seus rituais, a Igreja e os seu ensinamentos me são hoje o alimento e a constatação plena da mais perfeita definição de fé.

…era maio de 2004 quando minha mãe me convidou, num sábado a tarde, para que no domingo, sete da manhã eu fosse acompanha-la até a missa do dias mães. Sabendo que eu estava no meio protestante disse que ficou com medo de me chamar, mas eu prontamente atendi ao seu pedido.

No dia seguinte cedo lá estava eu com minha mã na Igreja. MIssa lotada e na homilia eu notei que o padre referia-se a parábola do filho do pródigo. Mesmo percebendo algo de extraordinério naquelas palavras eu não me entusiasmei e voltei para casa. Paralelo a isto, eu já estava desanimado com idas aos cultos batistas, e depois daquela missa a demora foi ainda mais longa.

Passei então me perguntar o motivo de minha ausencia no meio protestante e sempre perguntando a Deus se estava certo a minha atitude. Aquela altura eu já me via desesperado e querndo uma resposta, pois a culpa me consumia. Eu tinha aprendido com eles que Deus sempre estava de olhos em nossos atos e que tudo o de ruim que me ocorrece seria motivado por minha falta de fé e compromisso com Jesus. A dúvida e a falta de vontade eram proporcionais e eu me sentia acuado. Um dia eu tive um sonho: “era uma grama verde, forte, ao centro uma casa branca como a neve. Sem portas e sem janelas e algumas pessoas caminhavam em volta dela. De repente uma forte tormenta tomou conta do lugar e todos comevam a correr desordenadamente. Eu via a tudo e não me mexia e então eu pego duas crianças e entrego-as a uma senhora cuja vestimenta era diferente das pessoas de branco. Nesta hora tudo cessa e a paz volta ao lugar.”

Na ocasião destes acontecimentos – missa e sonho – eu estava em Teresina. Em julho de 2004 eu vim pra Brasilia e aqui uma colega ouviu o meu sonho e me pediu que falasse com um padre amigo seu. Assim o fiz e na tradução simples e perfeita daquele sacerdote, eu percebi o que Deus estava me mostrando. Chorei e então pedindo perdão ao meu Deus eu voltei à sua Casa. E hoje, mesmo com os tropeços de dez anos de vida errada espiritualmente, tenho tido as maiores graças e minha vida é muito, muito, muito melhor do que antes.

De fato meu caro Rafael, fora da Igreja de Cristo, a Santa, Una e Imaculada, não há meios de conhecer a verdade. Agradeço a minha mãe, ao padre Fernando(?), e a minha amiga. Deus, claro, é o Senhor de tudo isto.

É o meu testemunho.

Valber Diniz

Anúncios

A força do testemunho dos cristãos de Lião

Publicado: 30 de julho de 2011 por Rafasoftwares em Patrística, Testemunhos

Em Lião, no ano 177, uma amotinação popular prendeu cristãos condenados com a concordância do mesmo imperador Marco Aurélio. Eusébio nos conservou uma carta que relata os acontecimentos. Carta das Igrejas de Lião e de Viena às Igrejas da Ásia e da Frígia.

“Os servos de Cristo que habitam em Viena e em Lião, na Gália, aos irmãos da Ásia e da Frígia, que, como nós, têm fé e esperam a redenção: paz, graça e honra em nome de Deus, o Pai e de Jesus Cristo, nosso Senhor.

20 – A todas as perguntas Sanctus respondia em latim: “Sou cristão”; essa afirmação fazia para ele as vezes do nome, da cidade, da raça e de tudo; os pagãos não ouviam dele outra palavra (…). Para terminar, eles lhe aplicaram lâminas de ferro incandescentes nas partes mais delicadas do corpo. Elas o queimavam, mas ele continuava inflexível e inquebrantável, firme na confissão de sua fé e recebendo da fonte celeste como que um orvalho fortalecedor da água viva que saído lado de Cristo. Seu pobre corpo testemunhava o que se tinha passado: todo ele era contusões e chagas; encolhido em si mesmo, ele não linha mais aparência humana. Mas era Cristo que sofria nele e realizava uma obra grande e gloriosa: tornava impotente o adversário e mostrava aos outros, como exemplo, que nada é temível onde está o amor do Pai, que nada é doloroso onde está a glória de Cristo (..).

24 – Alguns dias mais tarde, os carrascos torturaram novamente o mártir; pensavam que o submeteriam, aplicando-lhe as mesmas torturas, já que ele não podia suportar nem o simples contato das mãos. Na pior das hipóteses, ele morreria nos tormentos, e esse exemplo encheria os outros de medo. Mas não foi assim; contra toda a expectativa, o corpo do mártir se refez, se fortaleceu nas novas torturas e recobrou, com sua forma anterior, o uso de seus membros. Em vez de ser um sofrimento, o novo suplício foi para Sanctus uma cura pela graça de Cristo.

28 – Outros tinham sido tão cruelmente torturados que pareciam não poder sobreviver, apesar de todos os cuidados; não obstante, eles resistiram na prisão: privados de todo o socorro humano, mas reconfortados por Deus, recobraram as forças do corpo e da alma, encorajavam e sustentavam seus companheiros. Enfim, os que foram presos por último, cujos corpos ainda não tinham sido levados à tortura, não suportaram o horrível amontoamento da prisão e morreram.

29 – O bem-aventurado Fotino, ao qual tinha sido confiado o ministério do episcopado em Lião, tinha então mais de noventa anos. Ele se achava em extrema fraqueza física, respirando com dificuldade, mas, sob a influência do Espírito e desejando ardentemente o martírio, reencontrava suas forças. Também ele foi arrastado ao tribunal; seu corpo velho e doente o abandonava, mas nele velava a sua alma, para que por ela Cristo fosse glorificado. Conduzido pelos soldados ao tribunal, era seguido pelos magistrados da cidade e por todo o povo, que levantava contra ele toda a sorte de gritos como se ele fosse o Cristo: ele deu um belo testemunho. Interrogado pelo Legado sobre o Deus dos cristãos, respondeu: “Conhecê-lo-ás se fores digno” (…).

41. Blandina, suspensa num poste, estava exposta como alimento para as feras soltas sobre ela. Vendo-a suspensa nessa espécie de cruz e ouvindo-a rezar em voz alta, os combatentes sentiam crescer sua coragem; no meio de seu combate, eles viam, com seus olhos de carne, através de sua irmã, aquele que foi crucificado por eles, a fim de mostrar aos seus fiéis que todos aqueles que sofrem para glorificar o Cristo conservam sempre a união com o Deus vivo (…).

55. A bem-aventurada Blandina, a última de todos – como uma nobre mãe que, depois de ter encorajado seus filhos, os enviou na frente, vitoriosos, até o rei -, sofria, por sua vez, o rigor de todos os combates sustentados por seus filhos. Agora ela se apressava em ir juntar-se a eles, feliz e radiante de alegria por causa dessa partida, como se fosse convidada para um banquete de núpcias, e não entregue às feras. Depois dos golpes, depois das feras, depois da grelha, colocaram-na dentro de uma rede e a expuseram assim a um touro. Atirada muitas vezes ao ar por esse animal, ela nem percebia mais o que lhe acontecia, absorvida como estava na esperança e na expectativa de sua fé e no seu entretenimento com Cristo. Ela também foi degolada, e os próprios pagãos reconheciam que entre eles jamais uma mulher tinha suportado tantos tormentos (…)”.

Autor: Toni Lopes

Fonte: http://www.veritatis.com.br/patristica/patrologia/1115-os-martires-de-liao

Testemunho de Rafael Rodrigues

Publicado: 20 de junho de 2011 por Rafasoftwares em Testemunhos

“Pareceu-me bem tornar-vos conhecidos os sinais e maravilhas que fez, em meu favor, o Deus altíssimo: Quão grandiosos seus sinais! Quão portentosas suas maravilhas! Seu reino é reino eterno e seu domínio vai de geração em geração.” (Daniel 3, 98-100)

Sou Rafael Rodrigues de Carvalho Severo, tenho 22 anos nasci em Campo Formoso – Bahia, hoje moro na capital Salvador. Sou acadêmico de Sistemas de Informação na Universidade Estácio – FIB/BA, e aluno do curso de extensão em teologia na Universidade Católica de Salvador.  Trabalho como técnico em informática e administrador de redes.

Nascido em lar dito católico, como a maioria dos lares brasileiros, não praticava minha “fé”, fui batizado, fiz catequese, mas uma catequese muito fraca onde não aprendi nada sobre Cristo nem sua Igreja, o que não me fez apegar a nenhum dos 2.

Estudei minha vida toda em um Colégio Presbiteriano, onde aprendi a maioria das poucas coisas que antes eu sabia da bíblia e de Deus. Na minha adolescência comecei a freqüentar a missa por vontade própria, me sentia bem em ir as missas, porém aos poucos fui me afastando, comecei a ir intensamente a festas profanas e a consumir bebidas alcoólicas intensamente, por diversas vezes ficava muito embriagado, fazendo muitas vezes “besteiras”. Comecei a dividi minha vida entre prazeres do mundo e “ir a missa”.

9 meses após concluir meu 2º grau, em 13 de agosto de 2007, vim morar em Salvador com meus primos protestantes. Logo fui sendo doutrinado a pensar como um protestante. Tinha várias discurções com eles. E lógico, que como eu não sabia nada de bíblia nem da Igreja e eles a liam mais que eu, pouco podia argumentar e era convencido por eles.  Por várias vezes me deparavam com livros mostrando a “Imagem negra” da Igreja Católica, livros com argumentos mentirosos e tendenciosos que hoje refuto facilmente, mas que na época com meu pouco conhecimento eu tinha como verdade.

Minha vontade de seguir a Cristo sempre foi grande, só que com as coisas do mundo pareciam ser maiores do que isto. Comecei então a ler a bíblia diariamente, logo ia percebendo algumas contradições entre o que meus primos me falavam e o que realmente a bíblia queria falar, a primeira delas foi que “tudo estava na bíblia”, quando João dizia que  “Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que se deveriam escrever”   (João 21, 25), logo já ia me indagando sobre o que eles falavam mesmo que timidamente.

Durante este meu tempo de adaptação em Salvador em meio a todas as dificuldades, passei por uma experiência de quase depressão, graças ao bom Deus que não me deixou cair neste poço. Certo dia comecei, em meu quarto, a orar, decidi então, a partir dai,  de uma vez por todas abandonar o mundo e seguir a Cristo sem hesitações. Não tinha decidido por “igreja” A ou B, estava “desingrejado”, até por que não sabia realmente significado do que era Igreja. Mas como meus primos sempre me chamavam para ir para a “igreja” deles comecei então a freqüentar a “igreja” Batista Metropolitana de Salvador por algumas semanas, quando então resolvi estudar a Igreja Católica e ver por que a Igreja Católica tinha Tantas doutrinas “erradas” como os protestantes falavam. Comecei com o purgatório, batismo infantil e Intercessão dos Santos e confesso que tomei um baque com tantas provas que encontrei, e acabei constatando que não era nada daquilo que meus primos falavam. Depois partir para as imagens e descobri, depois de um exegese mais acurada, que Deus nunca as proibiu fazer, mas que proibia os ídolos esculpidos do Egito.

Todos os dias ia estudando e lendo a bíblia, li o catecismo da Igreja católica (que contrariava tudo o que os protestantes afirmava que a Igreja cria),  as acusações contra ela, e as defesas dos apologistas católicos, que de longe eram bem mais convincentes e sensatas do que os delírios protestantes. Então conheci a teologia patrística da qual eu me apaixonei de cara e notei que indiscutivelmente a Igreja vive uma só fé desde o princípio.

Após muito estudo bíblico, doutrinário, patrístico e oração, como a maioria dos ex-protestantes (eu nunca fui um, mas pensava como um) não tive outra opção a não ser  aderir e ser fiel a Santa Igreja Católica, fazer parte do corpo místico de Cristo, e com ele propagar o Evangelho da Salvação para todo o mundo.

Desde 2009 busco defender a fé católica contra as calúnias e difamações. Em Junho de 2010 fundei o apostolado Sã Doutrina que hoje se tornou bem conhecido no mundo religioso da WEB, devido as refutações as falsas acusações, as matérias polemicas que publicamos e o modo como defendemos nossa fé. Em pouco tempo de atividade já conseguimos produzir muitos frutos pela graça de Deus.

“Eu vivo, mas já não sou eu; é Cristo que vive em mim. A minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.  “  (Galatás 2, 20 )

Testemunho Jonadabe Rios (Johnny) Ex- protestante hoje Católico!

Publicado: 7 de dezembro de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

A baixo Segue o testemunho do nosso, hoje, amigo e parceiro Johnny, este testemunho foi extraido do livro que o mesmo está escrevendo ( com devida Autorização) e em breve será lançado, dando os motivos que o fizeram migrar do protestantismo  para a verdadeira fé católica.  Em breve estaremos aceitando Pedidos do livro! Leiam.

—————————————————————————————————————————————————

“Que sejam um” (Jo 17,22)

Observei que o que eu achava ser os fundamentos do cristão, as cinco solas da reforma, não se sustentam e são como esses castelos de areia ou os barracos ao lado do Castelo Real. Como um castelo incompleto, algumas vezes totalmente o oposto disso. Mas as doutrinas Católicas se mostraram como as partes de uma casa bem planejada e construída. Os mitos devem ser desfeitos, e os fundamentos reais reafirmados. Que o Rei envie cada vez mais trabalhadores zelosos para sua obra.

Mas por que me tornei católico? Uma das várias razões que me fez deixar o protestantismo é que suas bases não fazem sentido em si mesmas sem a tradição da Igreja. Além disso, observando as doutrinas católicas, vi que são mais bíblicas que algumas doutrinas protestantes. Se é que podemos dizer “algumas” desses vários ramos do protestantismo que surgem a cada dia com uma novidade primitiva. Se é, ainda, que algo pode ser chamado de novidade (como uma nova revelação) e ao mesmo tempo ser primitiva!

Isso se deu principalmente quando comecei a estudar a igreja primitiva e a doutrina católica bem como a sua história, e percebi, assim como vários ex-protestantes, que os primeiros cristãos eram mais católicos que protestantes, também que as pessoas criaram vários mitos em relação ao catolicismo. Os mesmos mitos direcionados ao Castelo Real. Assim como o Castelo, a Igreja não foi modificada posteriormente por homens que queriam que os outros acreditassem em suas doutrinas humanas. Houve sim um desenvolvimento na forma de compreender as mensagens de Jesus, dos apóstolos e dos cristãos primitivos. Não um desenvolvimento no sentido de que algo diferente e até mesmo contraditório era acrescentado, mas um desenvolvimento na medida em que os cristãos começavam a meditar no depósito da fé, na Tradição e Escrituras, guiados pelo Espírito Santo conforme Jesus prometera. Ao contrário do mito inventado por alguns supostos reformadores, nem o Castelo nem a Igreja escondiam os livros sagrados, ou proibiam a leitura de sua biblioteca. Na verdade foram ambos que preservaram seus livros, além de que, por meio de pessoas autorizadas, pois sucederam as colunas do Castelo e da Igreja e foram guiados pelo Espírito, que sabemos quais são os livros que de fato revelam a vontade do Rei. Da mesma forma que os moradores do castelo, os católicos adoram somente a seu Deus, mas, como foram ensinados desde o principio, prestam honras aos que seguiram de forma exemplar os mandamentos de seu Mestre, de forma a seguir o mesmo exemplo.

Sobre a reforma protestante, penso que houve pouca comunicação de ambas as partes. Se hoje, com todos os meios de comunicação disponíveis, ainda há mitos alimentados e falta de comunicação, e até mesmo desonestidade por parte de alguns, imagine quando a imprensa nascia? Hoje, graças a Deus, vários desses mitos estão sendo desfeitos. Interessante é que as catacumbas de Roma, que nos dão inumeras e fortes evidencias da crença primitiva (principalmente das contrárias ao ensino protestante) foram redescobertas em uma época muito próxima, em que as controvérsias protestantes estavam em alta. Supeito uma providência Divina nessa redescoberta. Será o Rei Eterno dando sinais de sua presença invisível?

Nunca imaginaria que iria encontrar a ortodoxia na Igreja Católica. Como certa vez disse G. K. Chesterton, “Tentei criar uma nova heresia; mas, quando já lhe aplicava os últimos remates, descobri que era apenas a ortodoxia.”. O mesmo bem afirmou que para se conhecer de fato o cristianismo ou tem que estar totalmente dentro dele, de forma que o conheça, ou totalmente fora a ponto de não odiar. Como numa casa que, se ficarem somente na entrada não se conhecerá a beleza vista de fora nem as maravilhas internas. Deve-se ou entrar na casa, ou sair totalmente fora dela para vê-la por completo. A mesma coisa se pode dizer sobre a Igreja Católica.

No mesmo livro (O Homem Eterno), esse grande católico afirmou uma verdade que se vê em toda a história da Igreja: quando se pensa que a Igreja morreu, aí é que ela nasce de novo, isso porque tem um Deus que sabe morrer e voltar à vida. Quando Jesus morreu, todos pensaram que o seu movimento havia cessado, mas o que aconteceu foi exatamente o contrário. Seus discípulos pregavam que o Cristo havia ressuscitado dos mortos. E quando os imperadores pensavam que iriam destruir a Igreja do Senhor cortando seu corpo em pedaços, aí é que ela revivia e se revigorava a cada mártir que tinha seu corpo queimado, esquartejado ou jogado às feras. Ou, a exemplo de Chesterton, no tempo em que o imperador, filho de Constantino, desejava que a Igreja acreditasse na nova moda que era o arianismo, a crença de que Jesus é o Filho Eterno de Deus tornou-se novamente viva entre o povo por causa dos que mantinham essa chama acesa. Depois da reforma pensou-se que a Igreja, o barco que navega (mesmo que às vezes vacilante) no meio das águas mundiais com todas essas crenças divergentes, iria afundar e acabar sendo um barco entre as canoas que haviam afundado, ela continua firme e forte com o Vigário de Cristo nos guiando pela ajuda do Cristo que ainda não está presente de forma física. Hoje com muitos dos ditos católicos agindo como se não o fossem, ainda há um povo guiado por Jesus Cristo sendo levantado. Muitos estão gritando que a Igreja está morta, assim como seu Cristo que morreu. Mal sabem que o Cristo que soube fazer essa Igreja reviver nos tempos em que parecia desfalecer, está a levantar novamente seu corpo visível.

Sou um dos que nasceram dentro dos limites do Castelo, e, por isso, sempre fui católico. Da mesma forma que vários dos que são católicos mesmo sem saber. Mas criticava o catolicismo, pois não conhecia de perto. Eu o via por partes, e só concordava com essas partes que conseguia ver por completo, as outras, que via de relance, ou que alguns que afirmavam estar lá dentro (mas que nunca estiveram de fato) me diziam, eu descartava como algo que não é da vontade do Rei e assim preferia ficar ao redor do castelo. Mas, por vontade de conhecê-lo de fato, depois de ver o exemplo de vida de alguns irmãos Católicos, comecei a entrar pela porta, e, por curiosidade, vasculhar as salas, os quartos, quadros e relíquias. Assim pude perceber a beleza e veracidade do depósito da fé pura revelada por Jesus e repassada pelos apóstolos e seus sucessores. Acabei ficando por lá mesmo, em um quarto que já estava preparado para mim antes mesmo de pensar em entrar. Vários quartos já estão preparados. Dessa forma não estou em um novo caminho, e sim, na verdade, em outra parte de um mesmo caminho maior do qual sempre fiz parte.

Como qualquer cristão, ainda há várias lutas para enfrentar, principalmente agora quando meus amigos e familiares me perguntam por que agora sou católico. Mas como bem disse Robert Ian Williams:

“Não estou sozinho, pois nos últimos anos muitos evangélicos tradicionais converteram-se à fé católica. E o fizeram ainda que o caminho para a Igreja estivesse bloqueado por falsas representações semeadas pela oposição. Isto é seguramente uma graça de Deus, pois sempre haverá oposição para aqueles que quiserem cumprir perfeitamente as palavras de Nosso Senhor. A oposição provém das forças do secularismo, do materialismo, do modernismo e de outras filosofias.

Tudo isto rejeita os ensinamentos que são peculiares à Igreja Católica. A Igreja é a pedra pequena predita pelo profeta Daniel, que destruirá a falsa imagem. É a semente que cresce até se tornar uma forte árvore. É o caminho que Isaías profetizou e que os homens não poderão deixar de encontrar. É a casa erguida sobre a rocha.”

Desejo apresentar os principais motivos que me fizeram deixar de ser protestante para ser católico, e cada vez mais católico. Isso por que já não consigo me imaginar como antes. Pretendo mostrar, talvez nem sempre de forma tão convincente, a doutrina católica como ela é, simplesmente.

Fonte: Livro Católico, Simplesmente – O Livro ainda será Lançado! Pedidos serão aceitos pelo blog ou pelo site, no devido momento publicaremos!

Os sacerdotes que abusaram de mim!

Publicado: 9 de agosto de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

Segue a livre tradução de um texto bastante forte sobre as tremendas experiências que uma pessoa teve com alguns sacerdotes. OUSO DIZER QUE ESSES FORMAM PARTE DA MAIORIA. CUIDADO COM ELES…


“Quanto era muito criança, sem ter consciência, sem liberdade, sem poder defender-me, um deles me fez filho de Deus, herdeiro da Vida Eterna, Templo do Espírito Santo e membro da Igreja, nunca poderei perdoar-lhe por ter-me feito tanto bem.

Outro insistiu em meus tenros anos em inculcar-me, violentando a minha vontade, o respeito pelo nome de Deus, a necessidade absoluta da oração diária, a obediência e a reverência aos meus pais, o amor pela minha pátria, e me ensinou a utopia de não mentir, não roubar, não falar mal dos outros, perdoar e todas essas coisas que nos fazem tão hipócritas e ridículos…

Outro apareceu mencionando que o Espírito Santo devia vir completar a obra começada no Batismo, que me fariam falta seus dons e seus frutos, que já era hora de que viesse em minha ajuda Aquele que me faria defender a Fé, como um soldado. Que ousadia falar em termos tão bélicos! Fez nessa época que eu cuidasse minha alma frente ao mundo, que fosse nobre, leal e honesto…

Outro abusou dando-me livros para ler, não lhe bastassem seus conselhos, que faziam colocar o olhar na eternidade e viver como estranho aqui na terra. Quem tirará agora da minha cabeça os quatro Evangelhos? As glórias de Maria? A imitação de Cristo? As Confissões? As Moradas? Etc. Quem será capaz de curar-me de todos esses tesouros que me marcaram para sempre?

Outro abusou da minha ignorância ensinando-me coisas que não sabia. Outro não falava, mas sua vida virtuosa me inclinava cada vez mais a imitá-lo. Houve alguns que se aproveitaram de mim em momentos inesperados e me corrigiram, me alentaram, e até rezaram por mim.

Outros, quando eu já estava em um círculo do qual não podia sair, insistiram com minha natureza caída e me incitaram a receber a Jesus Cristo em Corpo e Sangue, para resistir aos embates do inimigo, para fortalecer minha fraqueza e santificar-me cada dia mais. Embora, para aquele que leia esta denúncia, pareça que isso já é demasiado e que não seja possível, digo-lhe que os abusos seguiram aumentando, e tudo passou a coisas maiores. Cada vez que conhecia um sacerdote, se aproveitava de mim com renovados métodos, relíquias, santinhos, água benta, terços, bênçãos e orações de todo tipo, armavam um cerco com tremendos benefícios que chegaram ao limite do suportável.

Quero deixar clara esta injustiça cheia de perversidade, e que atendam a minha reclamação nesta denúncia, por que sei que alguns deles estarão esperando-me para seguir com essa iniqüidade, sentado num confessionário ou ao lado de minha cama quando estiver moribundo, e, ainda que desapareça, seguirão com sufrágios pela minha alma e súplicas de misericórdia.

Quero que se somem a minha voz todos aqueles que foram vítimas desses incidentes, e se sentiram ultrajados por estas pessoas, pois sei que a outros os uniram em matrimônio, a outros lhes descobriram a vocação, a outros até chegaram a ajudar-lhes materialmente ou guardaram com chave em seu coração, para sempre, segredos tremendos de suas misérias humanas.

Cuidemos seriamente para não termos trato com eles. Não demos a eles nossos dados. Não os olhemos nos olhos, não os consultemos absolutamente para nada. Não sigamos nenhum de seus passos, pois corremos o risco de um dia cair em suas armadilhas e salvar-nos eternamente”.

Autor: Gustavo Caro

Fonte : Padre Demétrio.

Testemunho de Vida, Ex-Espírita hoje Católico Apostólico Romano

Publicado: 21 de julho de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

Eu sou Vicente tenho 22 anos e aqui vai o meu depoimento daquilo que Deus fez na minha vida:
Eu nasci num berço de uma família maravilhosa,que temia a Deus mas não tinha nenhuma crença ou profissão religiosa,foi que ate aos cincos anos de idade eu juntamente com minha família passamos por alguns problemas familiares muito sérios e recebemos um convite para irmos ao Centro Espírita de Mesa Branca onde fomos e vivi por 10 anos,dos 05 aos 15 de idade,mas ao iniciar naquele dia,falaram que eu tinha uma Missão muito grande e que eu tinha que ser um grande percussor da Doutrina Espírita e deveria ser Médium para ajudar muitos.
Com os 10 anos me tornei um Presidente da Federação Espírita de São Paulo e Palestrante onde comecei Palestrando para 200 a 300 pessoas.  Mas aos 11 anos me deu uma vontade enorme no meu coração de se fazer a Primeira Comunhão foi onde comecei a ir nas Missas aos Domingos e a semana no Centro onde tinha as Palestras que eu dava. Quando completou os 12 anos depois de um ano na Catequese fui fazer a Primeira Comunhão mas naquela Missa o Padre tinha falado que não existia reencarnação e que nós Cristãos aguardamos o dia do Juízo porque Cristo Ressuscitou e no ultimo dia todos nós ressuscitaremos para o grande dia,ai eu fiquei balançado mas quando sai da Igreja naquele dia parece que tinha esquecido tudo,porque continue nas minhas Palestras e comecei a ir nas Missas de vez em quando,foi quando comecei a cair nos desejos da carne era uma mulher atrás da outra,tinha poder aquisitivo pois a Federação me dava isso, quando deu os 13 anos fui mais ainda me envolvendo e fora a vida de espírita e a mundana comecei a me envolver com Astrologia onde eu fazia Simpatias e Rituais para que viesse muitas mulheres e assim fui levando ate os 15 anos sempre Palestrando na Federação Espírita sobre todas os assuntos abomináveis desta doutrina; Reencarnação,Conversa com os Mortos, Períspirito e outros tudo fundamentado no Livro chamado “O Evangelho Segundo Espiritismo” feito por Allan Kardec em 1850 quando ele quando ele codificou a Doutrina ou melhor a Heresia Espírita,mas numa determinada Missa ao sair dali no lado de fora um Jovem me chamou e perguntou meu nome,perguntou se eu ia na Missa sempre,e eu disse para ele que de vez em quando,ai ele me chamou para ir na Quarta-Feira na Igreja porque teria Grupo de Oração da Renovação Carismática e que eu fosse porque acontece muitas graças quando eles rezam,eu falei ta bom pode deixar que eu vou.

Agradeci a este jovem e quando chegou na Quarta Feira estava Palestrando umas 17:00hs foi quando me lembrei do convite do Jovem,eu fiquei agoniado porque não queria ir mas tinha dado a palavra e quando eu dava a palavra eu não gostava de ficar só na palavra eu tinha que dar a palavra e cumprir foi assim que fui criado.
Quando deu 18:30hs ja tinha terminado a Palestra eu fui e voei para Guarulhos onde moro para ir neste Grupo chegei 30 minutos atrasado porque era 20:00hs e cheguei 20:30hs e quando chegei e entrei na Igreja fiquei achando estranho,pensei comigo ué que negócio estranho desceu espírito o que esta acontecendo,pois eu não entendia que ali era a ação do Espírito Santo o povo estava sendo Batizado na unção e no poder do Espírito Santo estavam falando em Línguas diferentes foi quando o homem que estava conduzindo a oração disse:

O Espírito Santo esta me revelando que tem um jovem que esta envolvido com Espiritismo e Deus esta pedindo para você jovem sair dessa obra pois Deus tem um grande obra a fazer na sua vida,eu comigo pensei hã não é comigo não,tem tanto jovem que vai a Centro Espirita,depois aquela ação do Espírito Santo começou novamente no povo e pensei comigo Meu Deus o que esta acontecendo ainda sem entender o que estava acontecendo ai tudo foi voltando ao normal e aquele homem la na frente disse novamente o Espírito Santo esta me revelando que tem um Jovem aqui te esta envolvido com Espiritismo e Deus esta pedindo saia Jovem pois Deus tem uma obra a realizar na sua vida,eu pensei  o Espírito Santo esta me revelando que tem um jovem que esta envolvido com Espiritismo e Deus esta pedindo para você jovem sair dessa, pois Deus tem um grande obra a fazer na sua vida,eu comigo pensei hã? Não é comigo não,tem tanto jovem que vai a Centro Espírita,depois aquela ação do Espírito Santo começou novamente no povo e pensei comigo Meu Deus o que esta acontecendo ainda sem entender o que estava acontecendo ai tudo foi voltando ao normal e aquele homem lá na frente disse novamente o Espírito Santo esta me revelando que tem um Jovem aqui te esta envolvido com Espiritismo e Deus esta pedindo saia Jovem pois Deus tem uma obra a realizar na sua vida,eu pensei novamente comigo hã? Não é comigo não,mas na terceira vez quando o Espírito Santo veio de novo e falou e varias pessoas com Línguas Diferentes e quando esse homem lá na frente disse e revelou:
O Espírito Santo esta me revelando tem um Jovem aqui envolvido com Espiritismo e digo pela ultima vez e pela autoridade que Jesus me deu Jovem em nome do Senhor Jesus saia do Espiritismo e de tudo o que você faz lá,você pensa que não é com você,mas é com você mesmo que esta pensando que não é,e no seu dedo da mão direita tem um anel de Horóscopos consagrado com aquilo que você diz ser do seu signo você consagrou esse anel a Iemanjá,mas Jesus nesta noite esta te libertando porque é grande a obra que ele tem para a sua vida a partir de hoje,e comecei a suar veio um calor tão forte e ao mesmo tempo uma Brisa Suave e senti que tinha que jogar aquele anel fora que justamente o Espírito Santo tinha revelado ali,depois aquele homem começou a pregar sobre os Falsos Profetas que andam pelo mundo a pregar Heresias e Doutrinas perniciosas e falou muito do amor de Jesus Cristo que se deu numa cruz por cada um de nós e mostrou uma cruz que tinha no Altar e falou o tão grande amor que ele tem por cada um de nós e porque a gente vivia no mundo a pecar sair com varias mulheres,porque a gente ficava mexendo com Horóscopos, Espiritismo, Esoterismo e entre outras, porque a gente ficava buscando muitas e muitas Doutrinas porque Jesus Cristo já deixou a sua(Bíblia e a Igreja Católica) sai dali joguei aquele anel fora e com grande interrogação,meu Deus como pode isso ter acontecido eu suei nunca senti isso numa Igreja nunca na minha vida senti tanta paz Espiritual,e aquele jovem que me chamou não estava lá,eu dei a palavra que eu ia e ele falta,mas eu ainda não estava entendendo que foi um Anjo de Deus e não um Jovem Humano que tinha chamado,mas fiu para casa com aquele anel jogado fora e com interrogações na cabeça mais ainda permanei mais tres meses na Doutrina Espírita palestrando,mas não palestrava mais do mesmo jeito de antes,pois chegava a ir 500 a 600 pessoas começou a ir 200,150,120 começou a cair um pouco o numero de pessoas que ia,porque eu não estava mais palestrando do jeito de antes,palestrava com sempre alegre e com certeza e firme convicção do que estava falando,mais comecei a falar por falar,não palestrava mais como antes,não sei explicar,foi onde o Diretor da Federação me chamou e perguntou o que estava acontecendo eu disse que não sabia porque eu não queria dizer ainda estava confuso,foi onde ele disse descansa um pouco pois você direto esta aqui e no dia 01/01/2005 você esteja aqui na Primeira Palestra do ano onde o pessoal da Seicho-Noie vira nos visitar tudo bem,isso foi dia 15 ou 16 de Dezembro de 2004 aquele encontro que eu tive com o Espírito Santo foi no mês de Setembro e não me lembro o dia,mas beleza fiquei as duas semanas ultimas de 2004 em casa e fiquei e só sai para a Missa de Natal dia 24 e 25 e do dia 31 de Ano Novo,essa Missa começou as 20:00 hs e foi terminar 23:15hs mas foi uma benção o Padre falou muito de se começar um novo ano na Graça de Deus e não na mesmice,o que tivesse que mudar nós deveríamos mudar,o que fosse duvida iria ser esclarecido, só basta pedir de Deus a direção foi que quando sai da Missa e cheguei em casa fui no meu quarto e pedi para meus pais não irem lá pois precisava ficar sozinho,eles se assustaram nunca na minha vida tinha feito isso sempre fui aberto e falava o que estava sentindo,mas eu falei,não é que eu preciso ler a Bíblia e rezar um pouco antes de começar o ano,mas preciso ficar sozinho,ai eles falaram tudo bem você nunca leu a Bíblia mas se quer ficar sozinho a gente deixa mas 0:00 h você vem para a gente cear a comida e as sobremesas estão tudo pronto,eu disse tudo bem,eu comecei rezar e pedir que Deus me direcionasse pois não sabia o que fazer se seguisse o Espiritismo ou a Igreja Católica qual estava certa,quem tinha razão ai na História foi onde rezei,conversando com Deus e abri a Bíblia e foi bem na Pagina de Hebreus e li em Hebreus 09,27 que dizia bem claro e com todas as palavras,Deus é fiel e maravilhoso por isso olhe só o que esta lá em Hebreus 09,27 que diz:

27=É dado que os homens morram uma só vez e depois vem o julgamento.

Depois vi que reencarnação não existe,se o homem morre uma so vez não tinha como existir,mas pedi a Deus que me mandasse uma leitura que me esclarecesse para mim saber o que fazer pois se não existe,mas o que eu posso fazer foi onde abri e veio Deuteronômio 18,09-14 que diz:

09=Quando você entrar na terra que Javé seu Deus vai lhe dar,não imite as práticas abomináveis das nações que aí vivem.
10=Não haja em seu meio alguém que queime o próprio filho ou filha,nem que faça presságio,pratique astrologia,adivinhação ou magia,
11-nem que pratique encantamentos,consulte espíritos ou adivinhos,ou também que invoque os mortos.
12=Pois quem pratica essas coisas essas coisas é abominável para Javé e é por causas dessas práticas abomináveis que Javé seu Deus vai desalojar essas nações.
13=Você pertencera inteiramente a Javé seu Deus.
14=As nações que você vai conquistar ouvem astrólogos e adivinhos. Javé seu Deus porem não permite que você faça isso.

Depois dessa leitura me surpreendi pois não sabia da gravidade,daquilo que eu estava fazendo,perdi perdão a Deus e naquela noite dia 31 de Dezembro de 2004 as 23:55hs que conheci a Jesus e assim sai do meu quarto participei quarto participei da ceia e comemorei o Ano Novo de 2005 com todos da Família e no dia seguinte a tarde fui a Santa Missa onde ouvi novamente,que temos que tomar decisão não podemos ficar na mesmice e que tínhamos que iniciar o ano com Jesus Cristo,foi onde quando eu tomei coragem e fui a noite na Federação onde tinha 800 pessoas lá,entre elas tinha atores,atrizes e Jornalistas famosos onde aqui não vou citar o nome deles,e quando começou a reunião todos esperando eu falar,foi onde fiquei em silencio olhando para cara de um e de outro,e chegou o Diretor e perguntou você tem alguma coisa? você não preparou o assunto? eu falei pode falar agora? ele disse o sim,então vou falar,respirei fundo e comecei a falar,meus queridos irmãos o que eu falar agora guarde bem e depois procurem mais informações sobre isso,e comecei a falar que o Espiritismo é uma Heresia que Reencarnação é uma tese Herética que foi criada por Allan Kardec em 1857 com o Livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” e que a Bíblia em Hebreus 09,27 diz que o homem morre uma só vez e depois disso vem o Julgamento e falei de Deuteronômio 18,09-14: que dizia que Deus abomina essas praticas de consultas a mortos,a adivinhos,a pratica de astrologias e entre outras,foi onde desligaram o meu microfone e eu aproveitei e corri para não apanhar hehe ,e assim pela Graça de Deus ate hoje desde o dia 01 de Janeiro de 2005 ate Hoje estou na Igreja Católica Apostólica Romana onde sou Missionário Leigo da Legião de Maria,sou Coordenador Político da Pastoral da Saúde e Pregador do Ministério Jovem Apóstolos da Efusão do Espírito Santo e aos cincos anos que estou na Castidade também onde queimei uma Camisinha que tinha Carteira porque o Cristão seguidor de Jesus Cristo não precisa disso ele precisa é seguir os Mandamentos de Deus para alcançar felicidade e vida plena pois sem isso jamais será uma pessoa feliz e com Salvação,a Salvação só será alcançada quando renunciarmos os erros do mundo e toda porcaria e sujeira que ele oferece e aceitarmos totalmente de corpo e alma o Projeto de Jesus,não adianta esta nas Missas Católicas ou, não adianta clamar a Jesus, se não mudar de vida e renunciar ao pecado,pois Jesus não ouve oração de Ímpios,só ouve o Clamor dos Justos então meu querido irmão(a) você que acabou de ler todo meu Testemunho a partir de hoje abra o seu coração e mude de vida porque enquanto você buscar falsas doutrinas ou viver fornicando(morando junto,ter relações sexuais antes e fora do casamento),ter inveja e fofocar do próximo,ser a favor do Aborto,do Homossexualismo e entre outros absurdos não herdara o Reino de Deus é só ler em Gálatas 05,16-26 que diz bem claro os frutos do Espírito e os frutos dos Instintos Egoístas então abram o coração e a obra de Deus se realizara na sua vida.amem.
Aqui para completar essas pregações para sabermos daquilo que Deus quer de nós

http://www.youtube.com/watch?v=XIXTKxu0y9M
http://www.youtube.com/watch?v=aauaEXt81RI
http://www.youtube.com/watch?v=6hqfzI-kCGY
E ASSIM SEGUINDO E FAZENDO A VONTADE DO PAI ALCANÇAREMOS FELICIDADE E VIDA PLENA EM JESUS CRISTO.
E para maiores esclarecimentos,é só entrar no meu orkut,ou fazer perguntas neste fórum,ou MSN que é vicentelegiaodemaria@hotmail.com
Fiquem na paz de Jesus e o amor de Maria.

Sou de uma família de protestantes batistas tradicionais. Dos lados paterno e materno de minha família, só existem batistas, por quatro gerações. Cresci em uma igreja batista tradicional. Aprendi desde cedo, que os católicos não eram filhos de Deus, mas sim criaturas de Deus, pois não conheciam a Jesus, além de serem idólatras. Aprendi também que o Papa era a besta, e que a Igreja Católica era a Grande Babilônia de Apocalipse. Cedo, ainda criança, aceitei seguir a Jesus em meu coração e o fiz sinceramente. Catolicismo para mim, era algo distante, frio e fora da realidade, algo com que não queria me envolver. Apesar de naquela época crer assim, sempre me dei bem com os católicos, meus amigos quase todos eram católicos. Desde de os oito anos, me interessei em ler sobre religião. Era divertido aprender com os livros as crenças das diferentes religiões, seitas e por aí vai. Mas o que eu lia sobre catolicismo, não batia com o que eu ouvia na igreja batista. Aos 13 anos, resolvi, por conta própria visitar uma missa. De cara vi que ninguém “adorava Maria, nem os Santos, e a Liturgia me chamou a atenção para o foco TODO na SANTÍSSIMA TRINDADE!!! Passei a ir a missa, pois me sentia bem. Gostava do sermão, do Pai Nosso, do Sinal da Cruz. Continuei membro ativo da igreja batista, até os 24 anos, quando por gostar muito da teologia calvinista, passei para o presbiterianismo, era a primeira vez que eu estava em uma Igreja que escolhi está. Bom, ja era desde os 19 anos, professor, comecei a ensinar no segundo semestre da faculdade; e também já era um heresiologista. Dei muitas palestras em muitas e muitas igrejas evangélicas e grupos católicos também, que sempre defendia da fúria xiita de setores evangélicos, principalmente, batistas, pentecostais e neopentecostais. Eu me sentia bem em minha fé, e não sentia vontade de mudar, e apesar de gostar e respeitar os católicos a idéia de ser um, nunca havia passado por minha cabeça, mas Deus tem um plano em nossas vidas, e nós achamos que controlamos tudo, mas ELE é quem sabe tudo…

DEUS MUDA, USANDO MARIA, UM PROTESTANTE CONVICTO!

Depois de assistir pela bilionésima vez A PAIXÃO DE CRISTO, do Mel Gibson, dessa vez foi diferente. Após acabar o filme, não entendia porque, só me pegava pensando em Maria. Parecia que Deus tinha enchido minha cabeça e o meu coração de Maria. Dormi, acordei, e a mesma coisa. Aquilo me dava uma sensação de paz e uma alegria diferente, era forte e impactante. Depois, fui a livraria comprar A BÍBLIA DOS APÓCRIFOS, que tem um monte de baboseira gnóstica, mas também tem alguns livros interessantes. TRATADO DA PASSAGEM DA SANTA MÃE DE DEUS, atribuído a São João, o apóstolo. Sei que não é a Bíblia, mas depois de lê-lo, passei, MILAGROSAMENTE, a crer em todos os DOGMAS MARIANOS! Deus fazia com que minha ligação com Maria só aumentasse. Cheguei a orar e perguntar, pedindo misericórdia a Deus, dizendo, O QUE O SENHOR QUER DE MIM? Sempre amei Maria, os reformados históricos, amam e respeitam a Maria. Como eles, eu também, mas parava por aí. Agora, me pegava com a aceitação de todos os dogmas marianos… Depois eu fui a casa de um amigo, que me disse que me daria um CD, pois já que eu gostava de religião, provavelmente eu iria gostar. Nesse CD, o missionário Sidineh, contava como deixou de ser pastor da Assembléia de Deus, para se tornar católico, e o papel que Maria teve nisso tudo! Quando acabei de ouvir o CD, me encontrava sozinho e chorando. Com coragem, tomei a decisão: DE HOJE EM DIANTE, SEREI CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO, PARA SEMPRE… Minha esposa, meu tesouro na terra, grande e único amor de minha vida, te amo querida, mesmo sendo presbiteriana, me apoiou incondicionalmente, foi para minha Primeira Eucaristia, a minha única família presente. Toda minha família adotou a postura da indiferença em relação a minha mudança. Muitos dos meus “antigos irmãos” que me davam tapinhas nas costas e me chamavam de benção, hoje dizem que eu estou com o demônio, que virei idólatra, que troquei Jesus por Maria, dizem até que nunca fui protestante, e que minto para desviar os evangélicos.

CONCLUINDO PARA HONRA E GLÓRIA DE CRISTO!!!

Não adianta! Podem me caluniar! Continuarei na minha fé católica! Sou fraterno, mas também sou apologético e defendo minha fé cristã católica com vigor. Minha Doce Virgem Maria, Mãe de Deus e Nossa, Meu Tesouro no Céu, amo você! Obrigado por nunca ter desistido de mim, um protestante calvinista, que apesar de te amar, não te honrava corretamente, como só você merece! Apesar de nunca ter tido nenhuma visão Tua, sinto, desde o dia que assisti aquele filme, Tua presença de amor junto a mim! Por isso sou CONSAGRADO A TI, PARA SEMPRE… TE AMO, MÃE!!!

Meu Jesus Cristo, Rei e Senhor adorado, Supremo e Incomparável Mestre, Salvador e Deus Filho, meu amor por Ti é tão grande, que o Senhor mandou Tua Santa Mãe para me levar ao caminho de Tua Santa Igreja… Te amo Meu Jesus e adorando me prosto a vossos pés e digo: MUITO OBRIGADO, pois me sinto livre e feliz como nunca estive, pois AGORA tenho certeza de estar na Tua Igreja, de verdade…

Aos “evangélicos” que se ofendem, não sei porque, com meu testemunho, saibam que só posto em comunidades católicas, pois sempre respeitei as comunidades evangélicas. Se não quiserem proceder na mesma linha, saibam que não me intimido, nem com ameaças, nem com mentiras e calúnias!!!

MILTON, CAVALEIRO DA CRUZ DE CRISTO, FILHO E SERVO DO DEUS TRINO E UNO, DE MARIA SANTÍSSIMA E DA SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA, PARA SEMPRE…

Obs:  Testemunho Retirado da Comunidade CNAI

Testemunho de conversão de um ex-Hacker – Paulo

Publicado: 16 de julho de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

A paz de Jesus e o amor de Maria a todos, meu nome é Paulo eu tenho 28 anos e inicio meu testemunho com a passagem do Evangelho de São Lucas 19,10 que diz: ” Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”. Sou um ex-hacker, hacker é um termo utilizado para identificar pessoas que utilizam o conhecimento em informática para o mal. E eu dediquei vários anos da minha vida para usar o dom que Deus me deu para o mal, durante muitos anos eu invadia computadores de outras pessoas na internet para bisbilhotar, ter acesso a coisas que não eram minhas.

No mundo virtual assim como no mundo real existem dois caminhos o do bem e o do mal e muitas vezes eu escolhia o caminho do mal. Um dia eu consegui o que eu mais queria que era invadir um site de relacionamento que era pago para poder utilizar tudo sem pagar nada, através de uns comandos eu já estava dentro do banco de dados, com as informações de diversas pessoas nas minhas mãos, e então mais uma vez eu me vi de frente com os dois caminhos, o do bem e o do mal, e eu ouvia uma voz que dizia: “-Vai, agora é tudo seu, pode usar à vontade é tudo de graça!” e ao mesmo tempo eu mesmo afastado da igreja sabia que era errado porque, eu tinha crescido em uma família Católica, tinha feito a primeira Comunhão e o Crisma, então eu sabia o que Deus queria de mim, então eu fiquei dividido porque aquilo me dava prazer, o pecado dá prazer, e ao mesmo tempo eu sabia que era errado, e fiquei lá no meu computador pensando o que ia fazer. Nesse momento um amigo entra no MSN e me diz que vai ter uma oração na casa dele, aí aquilo não me impressionou, e eu inventei uma desculpa qualquer, e fechei o meu MSN pra continuar fazendo o que eu estava fazendo. Na minha cabeça eu não tinha tempo para Deus.

No dia seguinte a noite, eu continuava no meu computador, aí chega minha irmã, senta do meu lado e começa a contar sobre a oração que ela tinha ido, aquela mesma oração que eu tinha sido convidado um dia atrás, e começa a falar que eu tinha perdido, que tinha sido demais, que eram orações fortíssimas, que era diferente, que a presença de Deus naquele lugar era muito forte, enfim um monte de coisa. E naquele momento eu pensei comigo, nossa isso era tudo que eu sempre quis sentir, porque eu não sentia Deus, Deus para minha era só um deus de história que tava no papel. E aquilo me tocou, uma semana se passou e aquilo que tinha me tocado também passou.
Era Sexta-feira e no dia seguinte ia acontecer um retiro do grupo de jovens, e eu estava em dúvida se ia ou não, pois estava muito desanimado e achava que ia ser igual todos os retiros que já tínhamos feito e na véspera do retiro fui dormir às 04:30 da manhã e tinha que acordar as 06:00 da manhã se quisesse ir, mas acabei colocando o celular para despertar e inexplicavelmente eu acordei sem sono mesmo dormindo apenas uma hora e meia, e algo me dizia “Não vai não, vai te dar sono durante o dia” mas parece que Deus me dizia “Vai agora você não está com sono” então eu fui. Chegando lá fizemos várias coisas, mas até então foi tudo normal, eu não tinha sentido nada de diferente. Próximo da 22:00 começou uma preparação para a oração e comecei a sentir algo diferente, era um silêncio e uma paz que balada nenhuma e “invasões” à computadores nenhuma poderiam oferecer e fizemos vários momentos de reflexão, entre elas uma foi especial em que escrevemos tudo o que nos afastava de Deus e tudo o que nos deixava tristes e jogamos na lareira e nesse momento eu vi tudo o que me afastava de Deus e todas as minhas mágoas se transformando em cinzas. Então fizemos uma oração em que senti a presença de Deus muito forte naquele lugar e foi até umas 03:00 da manhã.

No dia seguinte aconteceu um momento dos anjos em que a partir daquele dia uma pessoa ia ser o anjo da outra e ia orar por ela e todos iriam estar em oração quando fosse 22:00. No dia seguinte vi o quanto eu andava por caminhos errados e a primeira coisa que senti foi a necessidade de me confessar e com o tempo fui destruindo tudo o que não agradava a Deus. Comecei pelos meus Cd’s de rock, eu tinha vários, todos originais e algumas relíquias, mas com capas e letras que exaltavam o demônio.

Eu havia me convertido, já não usava mais o meu conhecimento para o mal, e nesse mesmo ano Deus me concedeu a graça de fazer faculdade de segurança da informação, exatamente o oposto do que eu fazia, se antes eu invadia computadores dos outros, agora eu tinha que proteger, mas eu não conseguia entender isso e eu pedia pra Deus pra eu entender a minha missão.
E um dia em uma palestra do diácono chamado Emerson, ele pede para levantar a mão quem estava fazendo faculdade, e vários jovens levantaram a mão e derrepente ele me aponta e pergunta: “- Você faz faculdade de quê?” e eu falei: “-Segurança da informação”. Então ele falou, muito bem e porque você faz segurança da informação? Então eu fiquei mudo, porque eu ainda sentia um vazio muito grande, então eu disse: “- Eu não sei”. E ele olhou nos meus olhos e disse assim: “- Você faz segurança da informação, porque as informações das pessoas são preciosas.” Daquele dia em diante, nunca mais usei meu conhecimento pro mal, Se eu quero adicionar amigos, não adiciono mais só os da internet, adiciono os amigos aqui da igreja, se eu quero participar de comunidades, não participo das comunidades do Orkut, participo da comunidade Santo Antônio, e Nossa senhora de Fátima, e quando quero acessar um site na internet eu acesso “www.joelhonochãojejumeoração.com.br”,  pra honra e glória de Deus. Amém.

Obs: Texto Extraído da Comunidade da RCC com Autorização do Autor.

Testemunho de Laelia Moreira – Membro da comunidade CNAI

Publicado: 14 de julho de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

Testemunho do meu encontro pessoal com Jesus.

É necessário testemunhar como Deus mudou minha vida!

Era precisamente início de novembro de 2009, estava na rotina diária, marido viajando, Vithor estudando e tendo de cuidar da menor Isis. Quando um dia meu filho acordou com forte dor de cabeça achei anormal uma dor tão forte, levei ele na emergência e nos exames a médica não detectou nada diferente poderia ser uma “virose” ele tomou medicamento pra dor e voltamos pra casa, no período da tarde ele teve muita febre e alta tipo 39,5º,  eu mediquei a febre baixou ele passou a noite sem febre e pela manhã se sentia tonto mas sem dor, mais ou menos as 10:30 ele começou a gritar e já não dizia coisa com coisa, vomitava muito, eu levei ele pro banho e percebi que ele estava desfalecendo. Entrei em pânico, liguei pra uma amiga que me levou para o hospital e começa o pesadelo. Ele ainda conversou comigo no caminho, e chegando lá fizeram exames e mandaram pra UTI, o tempo foi passando ele já não me reconhecia, as enfermeiras acharam até que ele era especial por que gritava muito e estava agressivo. Meu Deus, eu não sabia o que fazer, veio a neurologista e colheu liquido da coluna, ela desconfiava de meningite. Como nossa vida pode de um dia pra noite mudar, meu filho aquela criança esperta e inquieta estava agora na UTI de um hospital sem diagnóstico preciso, eu só consegui me manter de pé por que minhas amigas estavam comigo renovando minhas forças cada vez que eu saia na porta daquela UTI. Que o Senhor abençoe muito todas elas.

Meu marido estava em alto mar e só chegaria no dia seguinte, foi difícil enfrentar essa barra, não conseguiram localizá-lo, mas algo aconteceu ele viu que tinha sinal de celular e me ligou, eu estava desesperada e acabei contando o que ocorria e no mesmo instante meu filho convulsionou eu morri um pouco naquela hora e deixei meu marido no telefone por que não conseguia falar nada, ele sofreu muito por que era noite e o navio só chegaria na manhã do dia seguinte. Controlaram a convulsão rapidamente, agora aguardavam um leito em alguma UTI, por que ele deveria ficar isolado. Nossa! Sempre via na televisão, mas nunca pensei que entraria numa UTI móvel, é horrível ver seu filho todo entubado dentro de uma ambulância.

Mas fomos pra um hospital e a médica disse que já era o inicio do milagre, conversou muito comigo e afirmou com todas as letras que ele ficaria bom! Mandou-me pra casa e passei uma noite de terror, nunca tinha dormido sem meu filho. Pela manhã fui para o hospital e quando estava lá esperando e meu marido chegou é impossível descrever a nossa troca de olhares por que não precisou de uma palavra sequer, por que naquele momento existia uma terceira pessoa olhando por nós dois, e era Jesus, derramando sua misericórdia.

Vê-lo naquela cama sem roupas, sem consciência, todo entubado foi muito triste, nós choramos muito e aquela médica (anjo) veio nos confortar e dizia que o diagnóstico não estava fechado pra meningite bacteriana, deveríamos esperar por que ele também poderia ter uma septicemia, que rezássemos por que tudo daria certo. Sabíamos da gravidade, temíamos pelas seqüelas.

Mas o Senhor é perfeito, e no quarto dia de UTI onde ficávamos em vigília em casa a noite toda só esperando amanhecer para irmos para o hospital as forças me faltavam, mas era grande o número de pessoas orando por ele nossos amigos estavam conosco nos amparando naquele momento, fizeram novena, grupo de oração, e Deus começou a agir.

No segundo dia ele ainda estava inconsciente, mas quando eu disse: o papai chegou! Uma lágrima correu pelo seu rosto, ele me ouviu a esperança voltou. No terceiro dia ele estava agitado quando chegamos, e teve que ser amarrado, se debatia e chorava muito a médica disse que provavelmente ele estava com uma meningoencefalite. Era grave, mas a situação era melhor, e ela dizia e insistia ele vai melhorar, mas eu o via tão diferente, e pensava no meu coração Senhor eu aceito se for pra ele voltar assim eu aceito seja feita sua vontade, mas tenha misericórdia porque essa criança ativa que gosta de correr e brincar vai sofrer muito com limitações. Naquela noite tive minha experiência pessoal com Jesus eu ouvia:

Seu amor de mãe pode curar teu filho, coloque sua mão sobre ele e ore!

Na manhã seguinte não tive duvida coloquei minha mão sobre ele e orava pedia a Deus que enviasse seus anjos de cura naquele momento e eu senti um calor inacreditável saindo das minhas mãos, era a manifestação do Espírito Santo! Não sabia disso, mas tinha certeza da cura. Naquele mesmo dia à tarde, ele acordou ainda meio atordoado disse “Mãe”, a partir desse momento foi voltando a si, e até reclamando tivemos certeza ele estava bem, a alegria enchia nosso coração, começou a se alimentar e no oitavo dia saiu da UTI, sentia como se ele estivesse nascendo de novo, via algumas limitações musculares e continuava a pedir a Deus, no quarto ele foi apresentando melhoras na fala na coordenação e como Deus não faz milagres pela metade ele permaneceu 17 dias hospitalizado, a neurologista falou que ele ia precisar de fisioterapia pra fortalecer a musculatura e deveria ter acompanhamento.

Dia 18/11/2009 saiu do hospital, foi uma festa sua chegada em casa. Retornamos à neurologista uma semana depois ela examinou fez testes com ele e disse emocionada: vocês acreditam em milagre? Essa criança é um milagre como neurologista pensei que teria seqüelas severas e ele está muito bem! Marquei a fisioterapia, mas uma semana depois ele já corria, andava de skate e patins e não foi necessário, 15 dias depois fez as provas finais na escola foi média 9 e Louvado seja Senhor Jesus por nos conceder este milagre, por me dar a chance de te conhecer e hoje poder te louvar todos os dias, porque tu és o Deus do impossível, e como o filho pródigo a tua casa retornei e fui acolhida com amor.

Amém!

Obs: Testemunho Corrigido e Adaptado!

Ex-modelo surpreende a Colômbia com sua conversão

Publicado: 9 de julho de 2010 por Rafasoftwares em Testemunhos

BOGOTÁ, 25 Mai. 10 / 01:15 pm (ACI).- Amada Rosa Pérez chegou a ser uma das top models de passarela mais cotadas do país mas há cinco anos atrás ela desapareceu da vida pública sem deixar rastro. Há umas semanas voltou a ser notícia ao compartilhar seu testemunho de conversão em uma entrevista concedida ao jornal El Tiempo da Colômbia.

Amada confessou que padeceu uma enfermidade que reduziu a 40 por cento sua audição no ouvido esquerdo e começou a questionar toda sua vida. “Sentia-me inconformada, insatisfeita, sem rumo, inundada em satisfações passageiras, mas sempre procurava respostas e o mundo jamais me deu isso”, indicou.

“Antes era uma pessoa que trabalhava em excesso, estressada, alterava-me facilmente. Agora vivo em paz, o mundo não exerce afã em mim, desfruto de cada momento que me oferece o Senhor. Vou à Missa e reza o Santo Terço diariamente, também o Rosário da Divina Misericórdia às 3:00 p.m, confesso-me com freqüência com um sacerdote”, acrescentou.

Agora ela se chama Amada Rosa de Jesus e Maria, e é devota da Virgem e uma ativista incansável da comunidade religiosa Laços de Amor Mariano.

Amada afirma que “ser modelo significa ser um ponto de referência, alguém cujas atitudes são dignas de reproduzir e eu me cansei de ser uma modelo de superficialidade. Cansei-me de um mundo de mentiras, aparências, falsidade, hipocrisia e enganos, uma sociedade cheia de anti-valores, na que se ressalta a violência, o adultério, a droga, o álcool, as brigas, um mundo que exalta as riquezas, os prazeres, a imoralidade sexual e a fraude”.

“Quero ser modelo de promoção da verdadeira dignidade da mulher e não de sua utilização comercial”, concluiu.

Fonte: Acidigital