Arquivo da categoria ‘Pecados’

E o que a Igreja diz sobre a homossexualidade?

Publicado: 21 de junho de 2010 por Rafasoftwares em Pecados, Seitas & Heresias

Será que o Homossexualismo é bem visto aos olhos de Deus?

Muitos podem responder essa pergunta dizendo que sim, que Deus ama a todos! Ora Deus ama o pecador e não o pecado, Deus nos fez homem e mulher, Adão e Eva, e não Adão e Ivo ou Ada e Eva. Lembremo-nos do Gênesis :

2, 18. O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; vou fazer-lhe uma auxiliar que lhe corresponda.”

2, 22-24. “E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem. “Eis agora aqui, disse o homem, o osso de meus ossos e a carne de minha carne; ela se chamará mulher, porque foi tomada do homem.” Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne.”

Se Deus Aprovasse o Homosexualismo Não deixaria tão claro em sua criação como deveriam ser todas as coisas.

Mas qual a Orientação da Igreja para tais casos?

Vejamos nas escrituras:

Levítico 18, 22: “Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;”

Levítico 20, 13: “Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; Certamente Morrerão; o seu sangue será sobre eles.”

Romanos 1, 26. “Por isso, Deus os entregou a paixões vergonhosas: as suas mulheres mudaram as relações naturais em relações contra a natureza.”

Romanos 1, 27 “E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.”

1 Coríntios 6,9: “Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos…”

Judas 1, 7 “Da mesma forma Sodoma, Gomorra e as cidades circunvizinhas, que praticaram as mesmas impurezas e se entregaram a vícios contra a natureza, jazem lá como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.”

Vejamos no Catecismo:

CASTIDADE E HOMOSSEXUALIDADE

Parágrafo 2357 A homossexualidade designa as relações entre homens e mulheres que sentem atração sexual, exclusiva ou predominante, por pessoas do mesmo sexo. A homossexualidade se reveste de formas muito variáveis ao longo dos séculos e das culturas. Sua gênese psíquica continua amplamente inexplicada. Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves, a tradição sempre declarou que “os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados”. São contrários à lei natural. Fecham o ato sexual ao dom da vida. Não procedem de uma complementaridade afetiva e sexual verdadeira. Em caso algum podem ser aprovados.

Parágrafo 2358 Um número não negligenciável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente enraizadas. Esta inclinação objetivamente desordenada constitui, para a maioria, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á para com eles todo sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar a vontade de Deus em sua vida e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição.

Parágrafo 2359 As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes de autodomínio, educadoras da liberdade interior, às vezes pelo apoio de uma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem se aproximar, gradual e resolutamente, da perfeição cristã.

Parágrafo 2396 Entre os pecados gravemente contrários à castidade é preciso citar a masturbação, a fornicação, a pornografia e as práticas homossexuais.

Não é preciso ser dito mais nada a respeito! Devemos agora, pois orar por aqueles que se encontram em tal pecado e ter a esperança que o Senhor os levará ao arrependimento!

In Cord Jesu Semper,
Rafael Rodrigues.

Anúncios