Cinco perguntas que os protestantes não conseguem responder de forma satisfatória.

Publicado: 3 de maio de 2011 por Rafasoftwares em Perguntas que merecem respostas

Achei interessante essas cinco perguntas que encontrei enquanto fazia uma pesquisa na internet. Antes de me tornar católico já havia perguntado algo parecido.

Depois, tentei encontrar alguma resposta protestante. Não achei nenhuma. Pode ter passado desapercebido, ou posso não ter pesquisado da maneira correta, no entanto resolvi postar e ver se algum protestante quer tentar responder.

A resposta pode ser enviada da forma que desejar. Por e-mail (jonadabe.rios@hotmail.com), em seu blog (indicando o link nos comentários) ou até mesmo comentando diretamente aqui.

Vamos às perguntas:

1- Se você acredita que a bíblia é a ùnica e suficiente regra de fé para o Cristão e que não podemos acreditar em nada que está fora da bíblia, me mostre por favor onde está na bíblia que ela deve conter somente 66 livros  e não 73 ou 81 e quais são eles, e provando portanto que os 7 livros que são aceitos pela Igreja Católica são apócrifos.

2 – Por favor, diga-me porquê você aceita apenas uma parte da Bíblia (afinal, a lista de livros que compõem o Novo e o Antigo Testamento foi determinada ao mesmo tempo – aliás, junto com o título de Mãe de Deus para Nossa Senhora – e você aceita apenas parte do Antigo Testamento), e com que autoridade você o faz.

3– Por favor, diga-me porque a Bíblia teria precisado de quase 1600 anos para ser entendida corretamente, se ela é teoricamente algo que qualquer um pode ler e entender.

4– Por favor, explique como alguém pode saber se entendeu a Bíblia corretamente, se ele só pode confiar na Bíblia, e em mais nada; afinal existem cerca de 30.000 seitas protestantes no mundo, cada uma entendendo a Bíblia de maneira diferente e todas achando que estão certas.

5– Por favor, prove usando apenas a Bíblia que ela é o que você considera que ela seja (ou seja, a única fonte de Verdade Revelada, composta pelos livros que você aceita, todos eles e só eles). Claro que todo mundo sabe que a Bíblia é Palavra de Deus, boa para o ensino, etc. e tal, mas por favor, tente provar que ela é a única fonte de Palavra de Deus, composta pelos livros que você aceita, todos eles e só eles.

Gostaria de avisar que não irei tentar responder raciocinios em circulos ou pregações. Um exemplo disso é quando se pressupõe a heresia da Sola Scriptura sem apresentar fundamentos. Assim, antes de tentarem defender a Sola Scriptura, peço que tenham um pouco de paciência (e para alguns, vergonha na cara), e leiam os seguintes artigos do Veritatis:

A autoridade bíblica.

Examinando a Sola Scriptura

A Sagrada Tradição é igual a Sagrada Escritura?

Resposta ao CA”C”P

Os Pais da Igreja acreditavam na Sola Scriptura?

O problema da autoridade na Sola Scriptura

2 Timóteo e a Sola Scriptura

Caso a resposta dada leve em consideração os argumentos Católicos apresentados, terei o prazer de postar no blog antes de tentar responder.

Autor: Jonadabe Rios

Anúncios
comentários
  1. rafael disse:

    meu Deus!!! estou abismado com o grau de profundidade das perguntas.
    nunca vi tanta bobagem escrita numa mesma página.
    não estou aqui para ofende-lo, mas espero que um dia seus olhos espirituais sejam descobertos.

  2. manuel disse:

    Todo Protestante é inspirado na sua interpretação…. mas as suas doutrina contraditória…. é muito engraçado uma só Bíblia muitas inspirações e interpretações.

  3. Marcio disse:

    Não posso perder o meu e nem o seu tempo mas isso é falta de conhecimento Biblico…

    Entenda o que cada um pense e depois faça as perguntas… a biblia não é religião e a palavra de DEUS.E os livros não aceitos foram minunsiosamentes estudados dentro das palavras que Jesus mensiona. Leia Lucas 11:51 e II Cronicas 24:20,21.

  4. Marcio disse:

    o PORQUE SÃO APOCRIFOS. LEIA OS EVANGELHOS E O RESTANTE DA BIBLIA E ENTENDA O QUE SÃO APOCRIFOS.

    TOBIAS – (200 a.C.) – É uma história novelística sobre a bondade de Tobiel (pai de Tobias) e alguns milagres preparados pelo anjo Rafael.
    Apresenta:
    · justificação pelas obras – 4:7-11; 12:8
    · mediação dos Santos – 12:12
    · superstições – 6:5, 7-9, 19
    · um anjo engana Tobias e o ensina a mentir 5:16 a 19

    JUDITE – (150 a.C.) É a História de uma heroína viúva e formosa que salva sua cidade enganando um general inimigo e decapitando-o. grande heresia é a própria história onde os fins justificam os meios.

    BARUQUE – (100 a.D.) – Apresenta-se como sendo escrito por Baruque, o cronista do profeta Jeremias, numa exortação aos judeus quando da destruição de Jerusalém. Porém, é de data muito posterior, quando da segunda destruição de Jerusalém, no pós-Cristo. Traz entre outras coisas, a intercessão pelos mortos – 3:4.

    ECLESIÁSTICO – (180 a.C.) – É muito semelhante ao livro de Provérbios, não fosse as tantas heresias:
    · justificação pelas obras – 3:33,34
    · trato cruel aos escravos – 33:26 e 30; 42:1 e 5
    · incentiva o ódio aos Samaritanos – 50:27 e 28

    SABEDORIA DE SALOMAO – (40 a.D.) – Livro escrito com finalidade exclusiva de lutar contra a incredulidade e idolatria do epicurismo (filosofia grega na era Cristã).
    Apresenta:
    · o corpo como prisão da alma – 9:15
    · doutrina estranha sobre a origem e o destino da alma 8:19 e 20
    · salvação pela sabedoria – 9:19

    1 MACABEUS – (100 a.C.) – Descreve a história de 3 irmãos da família “Macabeus”, que no chamado período ínterbíblico (400 a.C. 3 a.D) lutam contra inimigos dos judeus visando a preservação do seu povo e terra.

    II MACABEUS – (100 a.C.) – Não é a continuação do 1 Macabeus, mas um relato paralelo, cheio de lendas e prodígios de Judas Macabeu.
    Apresenta:
    · a oração pelos mortos – 12:44 – 46
    · culto e missa pelos mortos – 12:43
    · o próprio autor não se julga inspirado -15:38-40; 2:25-27
    · intercessão pelos Santos – 7:28 e 15:14

    ADIÇÕES A DANIEL:
    capítulo 13 – A história de Suzana – segundo esta lenda Daniel salva Suzana num julgamento fictício baseado em falsos testemunhos.
    capítulo 14 – Bel e o Dragão – Contém histórias sobre a necessidade da idolatria.
    capítulo 3:24-90 – o cântico dos 3 jovens na fornalha.

  5. manuel disse:

    Marcio;

    Quando apareceu a Bíblia com os 66 Livros?? e quem as compilou? e com qual autoridade?

    Porfavor responda.

    • Márcio disse:

      Boa Tarde meu caro Manuel.
      primeiramente o que leva em consideração tanto pelos catolicos e quanto aos protestantes são em questão aos livros apocrifos do Antigo Testamento já mensionados.
      A autoridade foi mediada em cada livro. Ex como pode ser canonicos ou que tenha autoridade o livro de Macabeus se tem uma doutrina em orar pelos mortos.

      e a compilação foi feita primeiramente pela seputuagianta e apresentada como não base como doutrina os livros apocrifos. mas antes disso nemhum Judeu tinha os aceitos.

  6. Lucas disse:

    Este site refuta todas as acusações de heresias presentes nos deuterocanônicos do AT.

    http://macabeus.rede.comunidades.net/index.php?pagina=1622826863

  7. T. B. Riker disse:

    “Uma declaração cristã

    “Meu impulso inicial foi chamar este post de “Resposta a Bento XVI”, mas logo desisti, pois seria atribuir demasiada importância ao pronunciamento do Vaticano. Chamo de “Uma declaração cristã” para ser coerente com o pensamento de que em tempos de pós-modernidade e pluralismo (que alguns confundem com relativismo) não cabem afirmações categóricas. O máximo que um cristão pode fazer é “uma declaração cristã”, pois a declaração cristã sugere a unanimidade entre os cristãos, o que certamente existirá apenas no céu.

    O documento “Respostas a Questões Relativas a Alguns Aspectos da Doutrina sobre a Igreja” elaborado pela Congregação para a Doutrina da Fé e ratificado pelo papa Bento 16, afirma que “a única verdade da fé cristã encontra-se na Igreja Católica”, cria a ocasião para uma declaração cristã.

    Conforme bem advertiu Pierucci:

    Não bastassem a arrogância fundamentalista da “Christian America” monoteísta do governo de George W. Bush e a truculência fundamentalista do monoteísmo intransigente dos aiatolás e talebãs, agora vamos ter pela frente, para completar, mais esta espécie do mesmo gênero: o fundamentalismo católico, que afirma o primado cristão da verdade católica no universo multicultural das igrejas cristãs agora declaradas “não-igrejas” ou “igrejas lacunares”.
    [ANTÔNIO FLÁVIO PIERUCCI, Folha de S.Paulo, 17 de julho de 2007]

    Rejeitei, portanto, e de imediato o pronunciamento do Vaticano. Primeiramente porque poderia argumentar da legitimidade do protestantismo. Poderia advogar em favor do protestantismo, mas cairia no mesmo erro do Vaticano: reivindicar posse da verdade. Seria também vítima do equívoco que confunde o corpo místico de Cristo com as instituições que pretendem representá-lo na história.

    Depois considerei afirmar que a verdade a respeito da fé cristã não se encontra nem no Catolicismo nem no protestantismo, mas nas Escrituras, ou na Bíblia Sagrada, compreendida como a coletânea de textos canônicos: a Lei de Moisés e os Profetas do Velho Testamento e os escritos apostólicos do Novo Testamento. Nesse caso, tanto o catolicismo quanto o protestantismo seriam apenas interpretações das Escrituras. Mas logo percebi que cometeria outro erro, a saber, confundir doutrina com verdade: tanto o catolicismo quanto o protestantismo articulam a fé cristã em termos dogmáticos e doutrinários, nos termos da modernidade com sua razão-mania que pretende fazer caber a verdade cristã em um conjunto de teorias filosófico-teológicas. Além de confundir doutrina com verdade, confundiria a experiência com o Cristo ressurreto com a apropriação intelectual das teorias que pretendem explicá-la.

    Indo um pouco mais longe, considerei que a tentativa de estabelecer as Escrituras como lócus da verdade a respeito da fé cristã desconsideraria o fato de que a Bíblia Sagrada é uma realidade tardia à consolidação do cristianismo. De fato, havia no movimento cristão chamado primitivo um conjunto de escritos apostólicos, mas não eram considerados textos canônicos autoritativos como o são pela cristandade contemporânea. O Cânon bíblico é formado no quarto século da era cristã, de modo que já existia cristianismo antes que houvesse o que hoje chamamos Bíblia.

    Considerei, então, que a verdade a respeito da fé cristã estivesse no testemunho da Igreja, que nasce no Pentecoste. A proclamação dos primeiros cristãos, os documentos gerados, e as experiências comunitárias seriam continentes da verdade. Mas nesse caso, deixaria o cristianismo e a obra de Cristo à mercê das contingências humanas, o que não me agrada, até porque não é o que leio nas Escrituras Sagradas, o que significa que nem mesmo os primeiros cristãos se compreendiam como protagonistas do movimento de Cristo.
    Fiquei com a mais conservadora das possibilidades: a única verdade a respeito da fé cristã encontra-se em Cristo. O cristianismo prescinde da Igreja, das Escrituras, do Clero, e de qualquer outra realidade que tenha a mínima cooperação humana para sua existência. A única coisa (perdoe o “coisa”) da qual o cristianismo não prescinde é de Cristo.

    O cristianismo é obra do Cristo ressurreto e do Espírito Santo. Não é obra do catolicismo, nem do protestantismo. É Cristo quem edifica sua igreja. É o Espírito Santo quem guia a toda a verdade, sendo que o próprio Cristo é a verdade. É Cristo a verdade e é o Espírito Santo quem aproxima e une Cristo aos que são seus. Cristo está aonde as Escrituras ainda não chegaram. Cristo está aonde Igreja ainda não chegou. Cristo está aonde o testemunho da Igreja ainda não chegou.

    Eis uma declaração cristã: “a única verdade da fé cristã encontra-se em Cristo”.

    publicado por Ed René Kivitz à s 4:59 PM no: http://outraespiritualidade.blogspot.com/2007/07/uma-declarao-crist.html

    …………..

    Nosso irmão Ed René Kititz foi usado pelo Espírito Santo de Deus quando comparamos as declarações do Papa.

    O que eu acho engraçado; e minha mãe e meu pai; que são católicos — já tem um bom tempo que não frequentam a ICAR — certamente uma dos principais mutivos é que são pessoas que tem um espirito questionador — Como diz minha mãe; O Papa é mais um entre milhares de homens falhos.

    Querendo ou não – ao Deus Santo de Israel pertence nossa Salvação; Gosataria de Saber se os católicos presentes no “debate” já tiveram oportunidade de conversar com o Papa; acrdito que não; mas posso errado.

    Igreja não salva — Antes de servir ao Papa; pastor; querubim; ou outra coisa semelhante — eu sou discipulo de Cristo e não de Paulo, Pedro, Tiago etc…

    Eu fui salvo, sou salvo, e serei salvo… Querendo ou não — A denominação Católica está perdendo uma luta – cultos mortos; liturgias antigas sem pé e nem cabeça —

    Aguardo um artigo sobre imortalidade da alma — sobre os adventistas — por favor, sem ofensas.

    • T. B. Riker disse:

      Novamente, onde ser ler mutivos (na realidade é motivos) — Outra, estou escrevendo um artigo já tem bom tempo – e terei o prazer de post aqui…

    • jose disse:

      irmão Riker, embora como católico, não partilhe de todos os seus pensamentos, reparo que são de uma pessoa que ama o outro e a Deus. Afinal o que importa é o amor! Paz e Bem!

  8. Hugo Dleon Pimentel da silva disse:

    1. A questão não é onde a bíblia diz que tem que ser 66 livros ou 73 livros!
    Pra começar ,temos que lembrar que o AT é a bíblia hebraica (ou seja dos judeus).A bíblia dos judeus nunca contiveram os 7 livros apócrifos(chamados deuterocanônicos pela igreja católica).
    A carta do apóstolo Paulo aos romanos cap.3 vers. 1-2 diz, qual é,logo,a vantagem do judeu? …
    Muita,em toda maneira,porque,primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas.E que palavras de Deus são estas? A lei, a palavra profética e as santas escrituras(AT). Se o AT foi confiado aos judeus e o mesmo não contém tais livros,porque,nós cristãos protestantes que cremos é claro ser o AT mais o NT a palavra de Deus, teríamos que aceitar esse acréscimo de 7 livros no AT?

    • Jorge disse:

      Irmão, qual judeus não tem os sete livros, há grupos judeus que tem “SIM” os sete livros Deuterocanomicos, como há judeus que “AINA HOJE” só aceitam os cinco primeiros livros da biblia como inspirados.

      No tempo de Jesus, os saduceus (não existem mais até onde sei) só aceitavam cinco livros, o pentateuco e ai, quem tá certo?

      A sua justificativa falta esse conhecimento!

      E para acabar de completar, o “Talmude” para a maioria dos Judeus é inspirado no mesmo patmar que a biblia.

      Por voces não seguem o “Talmude”?

      Quem Inspirou os Judeus a escolher os seus livros, seja cinco, ou mais como inspirados, foi o Espirito Santo, por que mesmo eles não aceitam o Novo testamento também.

      Veja esse vídeo de um dos mais renomados e presitente da SBB, dizer que os textos do NT citam explicitamente os Deuterocanonicos, ele foi até honesto em dizer isso.

      Rev. Dr. Rudi Zimmer – A Formação do Cânon Bíblico – SBB

  9. Hugo Dleon Pimentel da silva disse:

    2.Para responder a segunda pergunta leia minha primeira resposta!Quanto Maria ser a mãe de Deus, como protestante,eu concordo,pois,quando Cirilo de alexandria, propôs a frase – a mãe de Deus(Theotokos) ,ele estava afirmando que aquele que nasceu do ventre de Maria(Jesus), não era um simples homem ,mas era o próprio Deus,a segunda pessoa da Santíssima Trindade.

  10. Hugo Dleon Pimentel da silva disse:

    3.Existem textos da bíblia sagrada que são bastante claros para qualquer cristão entender.Mas também existem textos obscuros(difíceis de entender como diz 2 Pedro cap.3 vers.15-16).

  11. Daniel Dumaresq disse:

    É verdade…
    mas explique porque o Papa é infalível.
    Os Papas são tão infalíveis que alguns eram a favor da fogueira (à época da inquisição) e na década de 1990 o Papa João Paulo II se retratou e pediu desculpas pelas “atrocidades” cometidas. Infalíveis, realmente?

    O limbo foi “extinto” recentemente pelo Papa Bento XVI. E quem estava no limbo foi pra onde? Promovido para o purgatório ou rebaixado para o inferno?

    Protestantes, católicos, adventistas, mórmons, testemunhas de Jeová: todos precisam de simplesmente Cristo.

    • Rafasoftwares disse:

      Caro Daniel,

      Seu comentário foge totalmente do proposto do texto, partindo assim para a metralhadora girátoria, acusando pra todos os lados.

      Você desconhece TOTALMENTE o que é INFALIBILIDADE do Papa, ninguém diz que o Papa a inerrante, dizemos que o Papa é infalível quando pronucia doutrinas, ou seja regras de fé e moral e naõ que ele naõ tenha pecados, o Senhor anda muito mal informado! É mais um daqueles desconhecedores das doutrinas católicas!

      O LIMBO não foi EXTINTO, mais uma vez o sr. desmonstra o tamanho da sua ignorancia a respeito das doutrinas católicas.

      O limbo sempre foi uma SUPOSIÇÃO Teológica! Nunca foi uma doutrina católica, Bento XVI extinguiu nada, el apenas falou que naõ era mais para se pensar nem se procurar alguma prova para a existencia do limbo, visto que é impossível prova-lo, que todas as crinças que morreram sem o batismo são confiadas a misericórdia divina!

      E o sr. precisa estudar mais.

  12. Daniel Dumaresq disse:

    Segundo a Wikipedia:
    A infalibilidade papal é o dogma da teologia católica, a que afirma que o Papa em comunhão com o Sagrado Magistério, quando delibera e define (clarifica) solenemente algo em matéria de fé ou moral (os costumes), ex cathedra,[1] está sempre correcto. Isto porque acredita-se que, na clarificação solene e definitiva destas matérias, o Papa goza de assistência sobrenatural do Espírito Santo, que o preserva de todo o erro.

    Correto? Procurei alguns documentos no sítio virtual http://www.vatican.va e pelo que vi gira em torno disso mesmo, certo?

    • Rafasoftwares disse:

      Exato!

      Logo o Papa não é infalível até quando espirra.

      O Papa é infalível em determinadas cituações! Quando se pronuncia Ex-catedra ou seja solenemente, isso só acontece em média a cada 200 anos!

      Então todos os Papas podem facilmente errrar. Infalibilidade não é impecabilidade!

  13. Anderson disse:

    Charada para os protestantes.
    Havia uma denominação protestante com 1.000 seguidores.
    Um dia o pastor da denominação começou a pregar a teologia da prosperidade.
    Parte do grupo revoltou-se e começaram brigas e debates em torno daquela pregação.
    Um grupo que discordou veementemente do pastor resolveu sair da denominação. Era um total de 200 membros dissidentes. Estes acusavam o pastor de pregar contra a palavra de DEUS.
    Destes 200 membros dissidentes, 10 abriram novas denominações. Os outros 190 restantes dividiram-se por outras denominações já existentes. Vamos dar um exemplo de como ficaram as divisões a partir da denominação que tinha inicialmente 1.000 membros:

    800 seguidores permaneceram na denominação do pastor que começou a pregar a teologia da prosperidade.

    Dos 200 ex seguidores, agora dissidentes,10 deixaram a denominação e fundaram mais 10 novas igrejas protestantes.

    Estas 10 novas denominações adotaram linhas diferentes.
    1 abraçou Lutero, 1 abraçou Calvino, 1 abraçou Wesley, 1 tornou-se batista, 1 virou pentecostal, 1 virou neo pentecostal, 1 abraçou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, 1(uma) outra permitiu que mulheres fossem pregadoras, 1 começou a pregar o evangelho judaizante e 1(uma) última adotou a confissão positiva.

    Os outros 190 ex seguidores dividiram-se em outras denominações já existentes, sendo que:

    20 foram para uma denominação que batizava e repudiava o divórcio.
    30 foram para uma denominação que também repudiava o divórcio, mas não batizava.
    40 foram para uma denominação que batizava, repudiava o divórcio, mas que praticava o evangelho judaizante condenado pelas demais.
    10 foram para um denominação cujo pregador líder era favorável ao aborto.
    Os outros 100 membros dissidentes dividiram-se ainda por diversas igrejas, sendo que parte tornou-se luterana, parte tornou-se calvinista, parte tornou-se batista e um outro grupo resolveu adotar igrejolas neo pentecostais favoráveis a unção do zoológico ou a unção do leão ou ainda a adoração da Arca da Aliança.
    Um grupo ainda pequeno resolveu abraçar o grupo conhecido como “sem igrejas”.

    Quais são as nossas dúvidas ?

    1)Qual destes grupos reteve a sã doutrina dos apóstolos ?
    2)Qual destes grupos pratica o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo ?
    3)Qual destes grupos deve ser considerado como herege ?
    4)Todos estão salvos ?
    5)Estando todos salvos, independentemente de denominação e do Cristo que cada grupo segue em cada igreja, poderíamos dizer que o importante para a salvação é tão e somente o rótulo protestante ?
    6)Se todos estão salvos, por que brigaram e se dividiram ?
    7)Se todos estão salvos, por que precisam agrupar-se e criar igrejas ?
    8)Qual destes grupos representa a igreja primitiva ?
    9)Se todos estão salvos e salvação não pode ser perdida, e se uns chamam aos outros de hereges, razão pela qual se dividiram, podemos dizer que heresia não condena ninguém ao inferno ?
    10)Se heresia não leva ninguém ao inferno, podemos dizer que não faz diferença o Cristo que se prega ou Cristo que se pretende seguir ?
    11)Se heresia não condena ninguém e a salvação está restrita aos grupos protestantes, ainda que escandalosamente divergentes entre si, podemos dizer que o importante para a salvação é tão e somente levantar o dedo em qualquer denominação protestante e “aceitar” Jesus ?
    12)Se todos estão salvos a partir do “aceitar” Jesus, por que pastores, por que templos, por que cultos, por que pregações, por que dvd’s, por que música Gospel, por que dízimos ? O que pode ser mais importante do que a salvação ?
    13)Se a salvação não pode ser perdida, estando todos os grupos protestantes salvos, independentemente do cristianismo que abraçaram, que diferença faz pagar ou não dízimos ? Escutar ou não música Gospel ? Alguém fica mais ou menos salvo se praticar ou não todas estas coisas ?
    14)Se os “sem igreja” estão salvos tal como os que frequentam denominações, podemos dizer que igrejas protestantes não servem para nada ? Porque todos os grupos se dizem salvos, incluindo os “sem igreja”. E todos se dizem inspirados pelo Espírito Santo.
    15)Qual destes grupos ou denominações está interpretando corretamente a Bíblia ?
    16)Se nem todos estão interpretando corretamente a Bíblia, quais destes grupos que está de fato sendo assistindo pelo Espírito Santo ?
    17)Se alguns permaneceram com o pregador da teologia da prosperidade, outros dele fugiram, e os que se foram também não permaneceram juntos, pergunta-se onde está na Bíblia a permissão para cada grupo tomar a decisão que tomou ? Onde está na Bíblia a permissão para se trocar de denominação ? Onde está na Bíblia a permissão para permanecer na denominação ? Quem está certo ? Onde está na Bíblia a quantidade de vezes que cada crente pode mudar de denominação ? Onde está na Bíblia que alguém insatisfeito pode fundar uma nova denominação ?

    Qual é o único ponto comum em todos os grupos protestantes ?

    Resposta: O ódio ao catolicismo do qual nada conhecem e cuja caricatura lhes é apresentada por lobos devoradores.

    Autor: ASilva/V.De Carvallho -Livre divulgação mencionando-se o autor

  14. André Philipp disse:

    Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema
    Gálatas 1:8. Eu, particularmente nunca li Paulo, apóstolo algum, nem mesmo o próprio Jesus pregando que Maria subiu aos céus ou sobre purgatório, oração aos santos que morreram ou que a igreja tem autoridade de equiparar algo às escrituras.
    Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;
    Apocalipse 22:18.

    A mulher vestida de Sol é Maria! Poxa os caóticos ops! perdão, os católicos tem problemas. Note um detalhe: E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo
    Apocalipse 12:17. Note, ‘O restante da semente’. Os católicos creem que Maria não teve outro filho (semente) senão Jesus, há um problema aí, já que a bíblia diz que a mulher tinha mais sementes [[i]sêmen [\i] no grego e indica posteridade genética.]
    Das duas uma: ou a mulher não é Maria ou ela teve mais filhos.

    Acreditar que Maria pode atender oração é atribuir à ela onisciência atributo que pertence só a Deus! Ou os católicos do mundo comentem esse erro ou estão numa fila interminável esperando que suas orações sejam atendidas!

    Ps. Com um passado sujo e a presente conduta pedófila como a da igreja católica, querer suscitar podres protestantes é brincadeira!

  15. André Philipp disse:

    Até o católico romano Jerônimo, tradutor da importante bíblia em latim chamada Vulgata negou qualquer inspiração para os livros apócrifos.
    A bíblia demorou 1600 anos para sem entendida porque estava em posse dos católicos que a “compilou”.
    Os católicos afirmam que a bíblia não existiria se não fosse por eles, eles só esqueceram de ler uma passagem bíblica: E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.
    Jeremias 1:12.
    Se Deus utilizou-se dos católicos como dizem estes, glória a Deus, mas poderia usar qualquer um para fazê-lo, uma coisa é certa, a Palavra se cumpriria independente dos católicos ou não!

  16. André Philipp disse:

    Depois postarei as respostas para estas perguntas, enquanto isso, me respondam uma: como Pedro foi o primeiro papa se este tinha uma sogra ? Nunca vi ninguém ter uma sogra sem ter casado. Sendo assim os católicos não tem embasamento bíblico para sustentar a doutrina do celibato clerical a qual paulo mencionou como doutrina de demônios. Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
    Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;
    1 Timóteo 4:2-3. Salva eles Jesus!

  17. André Philipp disse:

    E os protestantes conheceram a verdade e a verdade os libertou!

  18. André Philipp disse:

    Que absurdo! Omitir minhas refutações axiomáticas para não ver uma doutrina deturpada deslanchar à luz da bíblia. Não tenho interesse nenhum em debater doutrinas com vocês,porém peço-lhes uma coisa; não confundam seitas como: as Testemunhas de Jeová, Adventistas do Sétimo dia, entre outras com os evangélicos (os que agem de acordo com o evangelho).
    E muito cuidado com os termos “os” e “todos”, pois denota totalidade.

    Nós evangélicos (ou pelo menos nós da Assembléia de Deus) temos respeito pelos católicos e estamos cientes e até comentamos entre nós mesmos que estaremos tanto católicos (alguns) quanto evangélicos (nem todos) na Glória ceando como Senhor eternamente.
    Obs. Vamos nos manifestar contra o movimento homossexual, cujos princípios vão de encontro à verdade cristã.
    Que Deus vos abençoe em Cristo.

    • Gilson disse:

      Sem dúvida. Nós católicos também temos respeito pelos verdadeiros protestantes. O papa mesmo diz que temos mais convergências do que divergências e deveríamos todos trabalharmos juntos. O catecismo da Igreja Católica nos ensina a não culpar os protestantes nascidos em lares protestantes pelo pecado da separação que teve origem em Lutero. Como ex protestante e atual católico mando um abraço para o André Philipp.

  19. walliton disse:

    Jesus, porém, penetrando nos seus pensamentos, disse: Todo reino dividido contra si mesmo será destruído. Toda cidade, toda casa dividida contra si mesma não pode subsistir. (São Mateus 12,25)

    • André Philipp disse:

      Será destruída não só a parte “rebelde” do reino, mas o reino, como um todo.
      Aplicado à este contexto, será destruído tanto protestantes quanto romanistas!
      “JULGAI TODAS AS COISAS, RETENDE O QUE É BOM” (1 Ts 5:21 )
      Não podemos ser julgados por não ter aceito práticas sem respaldo bíblico.
      Nós não retivemos o que era abominável aos olhos de Deus.

  20. Raquel Maia disse:

    Realmente não da para discutir isso, porque a Biblia é a fonte da palavra de Deus, nosso manual para viver neste mundo e um protestante consegue responder estas perguntas… não para você que está fechado, mas o Espirito Santo testifica e faz realidade daquelas palavras da Biblia.
    Enquanto não parar de pensar que todos conseguem compreender a Biblia, infelizmente não vai ter suas respostas, porque nem todas as coisas foram reveladas, algumas nunca serão e outras Deus só revelará aqueles que o amam de todo seu coração e entendimento.

  21. Rodrigo disse:

    Não me leve a mal, mas suas perguntas são tolas:

    Respostas:

    1) A bíblia contém algo chamado “Canon” ou “padrão”. Apesar de ter sido
    escrito por cerca de 40 pessoas (os livros canonicos) a bíblia esta tão
    uniforme que parece ter sido escrita por uma única pessoa, o que não aplica-se
    aos livros apócrifos, que além de não seguirem o canon, entram em contradição
    com os demais livros.

    2) O antigo testamento não contem os livros apocrifos, Jesus e seus discipulos
    citam o antigo testamento mais de 1300 vezes no novo testamento, Jesus e seus
    discipulos citam todos os livros do antigo testamento excluso os livros
    apocrifos que já existiam na época de Jesus, porém como podemos ver, não tinha
    e ainda não tem autoridade alguma.

    3) A bíblia não precisou de 1600 anos para ser entendida, ela foi entendida e
    guardada desde a época dos apostolos. O problema foi que a igreja catolico
    romana cassou e perseguiu todos os que liam a bíblia acusando-os de heresia,
    porem no século 16 a biblia e sua verdade já estavam nas mãos de muitos, era
    muita gente para igreja catolica matar, então alguns anos depois o papa
    proibiu a leitura da biblia pelos católicos. Vc ver católicos portando biblias
    na missa?

    4) A bíblia não se contradiz, se uma pessoa interpreta a biblia de uma forma
    porem há alguma passagem que contradiz aquela interpretação, então sua
    interpretação esta equivocada. Ex: Catolicos afirmam que os “irmãos de Jesus”
    na verdade eram seus primos, porem Lu 2:7 deixa claro que Jesus foi
    primogenito de Maria, se foi primogenito então afirmar que Jesus não teve
    irmãos é uma mentira. Assim como afirmam que Pedro é a pedra fundamental da
    igreja, porem atos 4:12(só uma das muitas passagens) deixa claro que Jesus é a pedra, logo a interpretação católica esta errada mais uma vez, então, entendemos que a pedra não é Pedro e sim sua afirmação, o que esta em perfeita conformidade com toda a biblia.

    5) Ora o fato de um livro que levou 1600 anos para ser escrito esta em perfeita conformidade e não se contradizer em nenhum ponto (livros caninocos) já é o bastante para garantir sua veracidade. Quando vc adiciona outros livros a biblia, vc vai entrar em contradição com o que ela já tem, (como já foi mostrado aqui). Quando comparamos a biblia com os demais livros religiosos, sejam eles espiritas, corão etc. Chegamos a conclusão que a bíblia é o único que não contém erros cientificos.

    Pergunta para vc: O que é mais importante, o mandamento de Deus, ou a tradição humana da religião? A menos que vc seja tolo responderá o mandamento, claro. E quando o tradição contradiz o mandamento?

    Marcos 3:6 Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição?…e assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus.

    Convido vc a meditar no seguinte versiculo:

    “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.” [1 Timóteo 4:1-2].

    Também lhe convido a ler o seguinte artigo: http://www.espada.eti.br/rc101.asp

  22. Lilian disse:

    Ninguém vai responder nenhuma das cinco perguntas. Quando protestante é confrontado ele usa três táticas.

    1)Para cada pergunta que você faz ele faz outras duas para desviar do tema.
    2)Quando você percebe a malandragem ele fica com o risinho debochado no canto da boca.
    3)Quando isso não cola e ele diz que não está entendendo mais nada e que sua fé está nos homens e não na Bíblia…começa a falar tudo fora do contexto.

    Se nada adiantar, ele ainda diz que o texto é simplesmente ridículo e nem merece resposta.

    O fato é que protestante não está atrás da verdade. Ele é o seu próprio ídolo, mestre de si mesmo, sábio aos seus próprios olhos, Super Papa infalível para si próprio.

    Esqueçam. Fui protestante por 20 anos. Só muita oração.

    O filho de Lúcifer Martinho Lutero resumiu bem o pensamento que iria contaminar seus filhos:

    “Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa.”

  23. jhoy disse:

    agora voce deu de ser Deus e nao sabia kkkkkkkkkkk cada coisa que me aparece martin lutero nao e filho de lucifer que eu saiba ele abriu os olhos porque estava adorando a imagens porfavor axo que voce que esta precisando ter sabedoria meu filho haja paciencia para tanta gente burra e ignorante

  24. andre disse:

    Quando o protestante não sabe responder ele reage das seguintes maneiras:

    Frases ensinadas pelo doutrinador:

    “Não vou responder porque o texto é tosco, etc…”
    “Nunca vi tanta bobagem…”
    “Estou pasmo com a falta de conhecimento do irmão.”

    A mais usada: “Se você não tem a Bíblia como regra de fé então eu não entendo mais nada.” Isto é dito para encerrar o debate quando ele não tem resposta para as perguntas dos católicos.

    Usam ainda a palavra irmão para demonstrar uma humildade que na verdade não existe, pois quem acha sua leitura privada é superior ao entendimento da Igreja Bi milenar, pode ser tudo, menos humilde.

    Mas se forem pressionados, o mais comum é responderem com novas perguntas para desviarem do tema principal.

    E se nada funcionar, ainda podem fazer os kkkkkkkkkk ou ahahahahahahaha ensinados pelos malafaias ou macedos.

    E ainda resta o último recurso que parece encerrar qualquer debate:

    “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”

    Este texto é citado sempre fora do contexto.

    Objetivamente, ninguém responde nada.

    Se existe apenas um só Senhor e só um Espírito Santo, não podem existir mais de uma interpretação bíblica.

    Cada protestante interpreta de um jeito.

    Uma denominação não é igual a outra e um crente não concorda com o outro, razão pela qual se dividem o tempo todo.

    Todos são “mestres” infalíveis e todos acusam uns aos outros de heresias. A Internet não nos deixa mentir.

    Evidentemente que a verdade não está no protestantismo.

    Não por acaso o próprio herege Martinho Lutero exclamou:

    “Meu DEUS o que eu fiz ? Um dia serão tantas seitas que nem poderemos contar. Cada cabeça será uma igreja.”

    Após perceber a confusão que criou, Lutero também disse:

    “Chegará o dia em que teremos que trazer de volta os Concílios Católicos para que o povo possa saber no que se deve crer como fé verdadeira.”

    Ora, a fé vem pelo ouvir. Para o protestante a fé vem pela leitura individual.

    O eunuco da rainha pediu explicação. O protestante seguidor de homens quer explicar.

    A Bíblia ensina que nenhuma profecia é de caráter privado. Tudo que o protestante mais faz é “interpretar” ao seu bel prazer.

    A Bíblia ainda define a Igreja como coluna e sustentáculo da verdade.

    E foi esta igreja, definida pelas Escrituras como coluna e sustentáculo da verdade que deu a Bíblia ao mundo.

    Ao contrário do que imaginam, a Igreja veio primeiro. A Bíblia veio depois.

    Jesus nunca disse: Só a Bíblia. Jesus mandou pregar as boas novas.

    Os apóstolos nunca disseram: “Só a Bíblia.”

    Nem a Igreja o fez. Nem a Bíblia o faz.

    São Paulo ainda ensina: “…guardai todas as tradições que vos foram ensinadas, sejam por escrito ou não.”

    Por tudo isto se diz: “…ávidos por toda a sorte de novidades, ajustarão mestres para si.”

    Esta profecia bíblica cumpre-se no protestantismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s