Boicote à Canção Nova, já!

Publicado: 8 de outubro de 2010 por Rafasoftwares em Ajuda a Igreja Que Sofre

É com imensa tristeza em meu coração que faço isso, mas nao posso compactuar com essa e outras atitudes que a Canção Nova anda tomando ultimamente, já fui defensor da CN, gostava muito dela, pois foi também através que comecei a ver a Igreja Católica com outros olhos e entender o real amor de Deus por mim. Foi também através de Mons. Jonas Abib que vim um modelo de sacerdote firme e que fala a verdade, só que nos ultimos tempos pareci que ele a a Canção Nova estão caindo em franca apostasia, o que me amarga a alma. Bom vou parar por aqui se não vou chorar, isso não é nada fácil para mim, mas é isso ai. Estou postando a matéria do site Deus lo vult, leiam e não façam como a CN, NÃO SE CALEM!

—————————————————————————————————————————————–

Chega de sermos católicos mornos, frios e medrosos! […] Como é que nós ficamos assim, como se nada tivesse acontecendo, numa boa, com medo de perder isso, medo de perder aquilo… que perca tudo! Nós só não podemos perder é Jesus Cristo nessa vida. E a nação brasileira tem que ser uma nação cujo Deus é o Senhor!

Impressionante a coragem do pe. José Augusto, na Canção Nova, afirmando claramente uma série de verdades que certos católicos estão empenhados em ocultar – para vergonha nossa. Vejam aqui a primeira parte do vídeo e aqui a segunda. Boas verdades – necessárias verdades! – que, finalmente, é um padre a falar em cadeia nacional. Nos alto-falantes da Canção Nova, enfim empregados com a seriedade que a situação atual exige.

Mas eu prefiro morrer com a verdade do que viver na mentira e depois ir pro inferno. [aplausos] Eu sei que é fácil para vocês baterem palmas. E depois se esconderem. E depois não se pronunciarem, e não se dizerem, com medo! Mas é fácil bater palmas.

Bravo, pe. José Augusto! Infelizmente, era bom demais para ser verdade, e não durou. Neste vídeo, onde é lida uma “nota oficial da Canção Nova”, o Mons. Jonas – custa-me acreditar que tenha sido realmente ele! – diz que “a Canção Nova não apóia candidatos ou partidos; acolhe a todos”. Não, mons. Jonas, não! “A todos”, não! A todos, o senhor não pode acolher, porque não pode acolher os inimigos de Cristo que atentam contra as leis de Deus, contra a vida humana inocente! Os inimigos devem ser combatidos, e não “acolhidos” – a menos que se convertam. “Acolher” os que militam ostensivamente contra Deus é trair a Cristo. A história já mostrou o bastante que, quem poupa o lobo, termina sacrificando as ovelhas.

Como se a desgraça não fosse já suficiente, foi também publicada esta nota da Fundação João Paulo II, “mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação”, que desqualifica nominalmente o pe. José Augusto:

E, em especial, sobre o episódio desta manhã, 05 de outubro, não autorizamos o pronunciamento público do sacerdote Padre José Augusto Souza Moreira sobre o Partido dos Trabalhadores, bem como a opinião do mesmo representa tão somente seu pensamento, não sendo em hipótese alguma o pensamento da instituição.

Como assim, as palavras do padre José Augusto não são “em hipótese alguma o pensamento da instituição”?! O padre não falou senão sobre fatos públicos amplamente conhecidos e sobre a Doutrina Católica! Acaso o PT não é um partido favorável ao aborto? Acaso não estamos correndo o risco de que o PT ganhe as eleições do próximo dia 31 de outubro? Acaso não é verdade que os católicos não podem apoiar de nenhuma maneira candidatos nem partidos abortistas? Se estas coisas não são “em hipótese alguma o pensamento da instituição”, então a conclusão que se impera é que esta “instituição” não é católica. Outra tese não é possível de sustentar. E olhe que eu nem comentei, neste post, sobre o escândalo do sr. Gabriel Chalita apoiando escancaradamente a candidata abortista do Partido Abortista dos Trabalhadores

 

Fonte: Deus lo Vult

comentários
  1. Ana Maria disse:

    Não sou católica morna. Odeio o Pt o comunismo e o aborto. Deus nos livre do PT

  2. Ana Maria disse:

    Não sou católica morna. Odeio o comunismo, odeio o aborto sou a favor da vida e odeio o PT. Não voto nunca no PT.

  3. Sérgio Luiz Nagel disse:

    Temos que observar que a TV canção nova é uma Tv pública e por isso obedece as leis vigentes no pais. O que está faltando é dizer que o PT exigiu tempo de resposta e para isso entrou na Justiça. Como Tv pública ela tem que obedecer a legislação do país. Isso não signifique que ele não concorde com o que o Pe César Augusto falou. Pela legislação ou ela obedece ou saí do ar.
    Não foi a CN que fez a leis foram os legisladores os mesmo que elegemos neste ano. Pergunto votamos em legisladores católicos ou em legisladores para nossa conveniência?

    • Rafasoftwares disse:

      Sérgio,

      Creio que você não leu o que a Canção Nova disse.

      Ela falou que acolhe todos os candidatos, e falou:

      “a opinião do mesmo representa tão somente seu pensamento, não sendo em hipótese alguma o pensamento da instituição.”

      Vê ai ?

      Sço palavras da Fundação JP II, se eles falam isso é por que estão de acordo com políticos abortistas!

      Tudo bem ela querer se retratar, mas dizer que acolhe políticos abortistas ai já é demais!!!!

      • Marcos disse:

        Bom o padre josé augusto disse o que muita gente tinha vontdade de dizer e não pode.
        só espero que a CN não de um sumiço nele mandando ele pra outro lugar e tirando-o da telinha. se isso acontecer, a pouca credibilidade que mesta resta da CN será perdida por completa.
        Que Desu ajude a CN a não begar o evangelho e a verdade de Cristo.

  4. ROMAS disse:

    Temos que buscar o equilíbrio. O momento pede muita cautela. A igreja católica pode ficar na berlinda diante de uma sociedade que tanto precisa do anuncio da palavra de Deus.

    • disse:

      Olá,

      Discordo totoalmente do ponto de vista do autor,
      a Canção Nova desempenha muito bem o papel a que se propõe fazer e, assumindo você ou não, já levou vários jovens e adultos a crer no verdadeiro evangelho de Jesus Cristo e a valorizar a igreja católica.

      Quando o Mon. Jonas Abib menciona que
      “a Canção Nova não apóia candidatos ou partidos; acolhe a todos”

      Não quer dizer que ela concorda com certos ideais ou até mesmo com o pecado, mais sim que se posiciona de maneira imparcial perante os candidatos e partidos, que é a conduta que todos meios de comunicação adotam ou deveriam adotar.

      O autor ainda menciona:

      “Não, mons. Jonas, não!’A todos’, não! A todos, o senhor não pode acolher, porque não pode acolher os inimigos de Cristo que atentam contra as leis de Deus, contra a vida humana inocente! Os inimigos devem ser combatidos, e não “acolhidos” – a menos que se convertam.”

      Será mesmo que a igreja não deve acolher (no sentido de abrigar, amparar, dar auxílio) às pessoas que são “inimigas de cristo”??
      Concordo que elas necessitam de conversão, mas para que isso ocorra, é necessário primeiro que elas reconheçam seus pecados, e isso não irá ocorrer caso a igreja, a comunidade ou os irmãos em Cristo não deem atenção à esse tipo de pessoa, tendo que em vista que na grande maioria dos casos elas possuem pouca ou nenhuma intimidade com Deus.
      Para explicar melhor, cito ainda o exemplo do homossexualismo,
      Deus e a igreja não amam o homossexualismo, entretanto amam o homessexual…
      é necessário um acolhimento e uma atenção especial às pessoas que estão afastadas de Cristo para mostrá-las o caminho certo.

      Houve, então, uma má interpretação do autor com relação ao que o Mons. Jonas Abib realmente quis dizer.

      Com relação ao padre José Augusto, sua atitude foi unicamente de extrema incoformidade com o quadro atual em que vivemos, com a falta de conhecimento de alguns cristão na hora de eleger seu cadidato e na necessidade se pronunciar, assim como outros líderes espirituais já o fizeram.

      Concluindo, posso afirmar com minha consciência bem tranquila que esses argumentos não são suficentes para realmente incentivar o povo a um “boicote à Canção Nova”.

  5. Márcio Gualberto disse:

    Meu caro irmão em Cristo, é com muito pesar que lhe escrevo esta mensagem. Em primeiro lugar o seu clamor para que se boicote a Canção Nova por causa de questões políticas, com absoluta certeza, não vem de Deus e sim das suas, das nossas paixões. Em segundo lugar a Igreja não tem partido político nem candidato, e isto é um fato!!! Pode ser constatado em diversos documentos do Magistério, basta que você os leia. Em terceiro lugar o carisma da infalibilidade só diz respeito ao Santo Padre o Papa e mesmo assim quando se manifesta sobre questões de fé e moral. Portanto, quando o Papa, um Bispo ou um Sacerdote se manifesta, dá sua opinião em outras áreas eles podem errar… É sabido de todos que quando um membro do Clero externa suas opções partidárias ou sua simpatia por qualquer candidato, ele não fala em nome da Igreja, mas em causa própria!!! Sinto informá-lo que você se deixou levar pela emoção, agiu precipitadamente!!! Em quarto lugar, a Canção Nova teve que fazer alguma coisa, pois foi interpelada Judicialmente… A melhor atitude da Igreja (e aí sim de uma forma oficial) foi reafirmar categoricamente que era favorável à vida e contrária a qualquer tipo de aborto e que seus fiéis deveriam votar em candidatos que compactuassem do mesmo pensamento, tivessem uma vida ilibada, honesta e projetos políticos para melhorar a vida de 190 milhões de brasileiros e brasileiras!!! Até o Papa se manifestou, porém, em nenhum momento você o ouviu dizer que não era para votar no candidato a, b ou c… Quinto, você teve a “coragem” (ou arrogância, não sei…) de interpelar o Monsenhor Jonas Abib e dizer que a Igreja não tem que acolher a todos. Eu acho que você está confundindo acolhimento com ser favorável aos pensamentos anticristãos!!! Meu caro, uma breve leitura nos Evangelhos e outra breve consulta a biografia do Monsenhor Jonas Abib teriam feito você mudar de idéia e não ter escrito o que escreveu. Jesus acolheu e acolhe todos os pecadores mas não os seus pecados, ou seja, ama o pecador mas não o pecado. Se Jesus no alto da cruz não tivesse orado por nós e pedido que o Pai nos perdoasse, “porque não sabíamos o que estávamos fazendo”, nem eu nem você estaríamos aqui!!! JESUS MORREU E RESSUSCITOU POR TODOS E NÃO POR MEIA DÚZIA DE PERFEITOS QUE NÃO PRECISAM DE SALVAÇÃO!!! Cuidado meu irmão para você não ser o fariseu da seguinte parábola: “9. Jesus lhes disse ainda esta parábola a respeito de alguns que se vangloriavam como se fossem justos, e desprezavam os outros:
    10. Subiram dois homens ao templo para orar. Um era fariseu; o outro, publicano.
    11. O fariseu, em pé, orava no seu interior desta forma: Graças te dou, ó Deus, que não sou como os demais homens: ladrões, injustos e adúlteros; nem como o publicano que está ali.
    12. Jejuo duas vezes na semana e pago o dízimo de todos os meus lucros.
    13. O publicano, porém, mantendo-se à distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem piedade de mim, que sou pecador!
    14. Digo-vos: este voltou para casa justificado, e não o outro. Pois todo o que se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado” ( Cf. Lc 18, 9-14). No fim dos tempos não seremos questionados pelo quanto que “combatemos os inimigos”, mas sim por quanto AMAMOS!!!!!!!!!!! Enquanto católicos temos sim a missão de anunciar o Evangelho e denunciar aquilo ou aquele que se opõe ao cristianismo, contudo, não podemos perder de vista que o nosso combate como diz São Paulo: ” não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.
    13. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever.
    14. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça,
    15. e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz.
    16. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.
    17. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus.
    18. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos” (Cf. Ef 6, 12-18). Caríssimo e amado filho de Deus, espero que o Espírito Santo toque profundamente o seu coração. Faço votos de que você aprenda uma lição com toda essa história e volte a ser um admirador de tudo aquilo que Deus já fez e continua a fazer através daqueles frágeis vasos de argila de Cachoeira Pulista que se doam ao Senhor para a salvação de milhões de almas. E tanto eu quanto você fazemos parte desses milhões que voltaram para o único rebanho cujo Pastor é o próprio Jesus Cristo; e só voltamos e hoje continuamos porque àquelas palavras inspiradas que nós ouvimos através do Monsenhor Jonas Abib continuam ecoando em nossas vidas. Yenha absoluta certeza que ao escrever para você não tive a menor intenção em ofendê-lo, julgá-lo ou condená-lo. Isso não é pessoal, apenas estou colocando-me contra suas opiniões e não contra a sua pessoa. Mais uma vez que Deus o abençoe.

    • Rafasoftwares disse:

      Caro Márcio Gualberto,

      A paz do Senhor esteja com você e com os seus.

      Reconheço que a matéria tem um certo teor radical a respeito do tipo de boicote a CN, porém o resto de maneira nenhuma deixa de ser algo válido, pois o que a CN mostrou nessas eleições mostrou cara de covardia! Já era pra reedita-lo há algum tempo, mas eu estava impossibilitado, mas não para apaga-lo, pois a postura que a CN mostrou naõ foi uma postura católica. O postei em um momento de raiva.

      Eu não tenho partido politico, Segundo Turno votei NULO, no primeiro votei no Serra apenas para tirar a onda de Dilma de já ganhou e ver que nós católicos temos voz no Brasil!

      Eu não desmereço o trabalho que a CN faz, mas sim a postura que ela anda adotando ultimamente!

      Não me senti ofendido de modo nenhum, cada um tem sua opinião, e respeito a de todos por mais que sejam contrária as minhas!

      In Cord Jesu, Semper,

      Rafael Rodrigues.

  6. Elbair Lages dos Santos Em primeiro lugar; parabéns pelo espaço! (Se é que irá ser publicado!…). “Toda casa voltada contra si mesma cairá”. Bem, estas palavras do Filho de DEUS – Jesus, apontam bem qual será o futuro da Fé Cristã no mundo. Cairemos todos juntos, ou melhor nessa desunião. Seja pelas crescentes seitas que surgem, oriundas de outras igrejas tradicionais e, que no fim, só aumentam ainda mais a crescente apostasia, porque no fim as pessoas dessas seitas abandonam completamente a fé com os apelos de vida fácil e de bençãos que na verdade nunca ocorrem… Estas seitas que temos visto por todo o mundo (principalmente nas madrugadas da TV…). Eu penso que opiniões individuais não devam ser consideradas como verdades absolutas. Inclusive esta minha! Deve haver algum valor nessa proliferação de seitas. seja para refinar os verdadeiros cristãos; ou para findarem-se mentiras que são carregadas ao longo de milênios. Na caso de declarar: “Partido abortista”; “gente assim” ou “assado”; nada mais é de uma dessas declarações – ou preocupações, irrelevantes. Pois na verdade, os magistrados do Supremo são onze cidadãos, e óbvio, nem todos são do PT. E alias, existem boa maioria que são Católicos, e mesmo assim ficaram indiferentes (no caso do último caso de “liberação” do aborto – 15/04/2012). Mas não se deve esquecer que a decisão final é da mãe. Melhor: dos pais (pois ninguém gera filho sozinho). Desta forma, a culpa pela morte de um inocente antes de mais nada não será do PT, da Dilma (desculpe falar a tão vulgar modo), da Canção Nova, da Assembleia de Deus, ou de quem for. Mas UNICAMENTE da pessoa que autorizou o aborto. Penso também que ao fazermos ‘boicotes’ às instituições cristãs; sejam elas quais forem, Católicas ou protestantes, só aumentará essa “nossa desvantagem” contra grupos de depravação e libertinagem desvairada que só arruinaram (e ainda arruinam) a sociedade através dos séculos. O boicote deve ser feito aos tais arruinadores da moral. Seja na mídia: redes sociais, novelas, música e filmes. Seja nas relações humanas quaisquer. Pois só aí aparecerá uma verdadeira identidade Cristã. Lembrando sempre que não devemos privar tais pessoas de nosso amor com atos de fraternidade jamais. Mas não somos obrigados a aceitar comportamentos ou absurdos, muito menos fazermos parte deles.

  7. Fernando disse:

    Não é a primeira vez que a cn comete erros que vão contra a doutrina católica!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s