Refutando Acusações sobre o Canôn Bíblico – Parte II

Publicado: 2 de setembro de 2010 por Rafasoftwares em Mentiras

A ICAR favorece uma espécie de caráter baseado na utilização. De acordo com esse critério, o livro de John Bunyan, O Peregrino, poderia ser canônico e ter autoridade em termos de doutrina.

Bem ele está afirmando ai que a Igreja católica disse que os livros eram canônicos por que eram utilizados na Igreja desde o inicio, ora como o povo de Deus iria usar livros heréticos para a catequese ou pra outra coisa qualquer?  Se esse livro o Pelegrino que ele cita contes si heresias, vamos supor de reencarnação, ele iria Lê-lo ou até mesmo usá-lo na Igreja?

O mais importante de todos os aspectos negativos, é que esses livros apresentam erros confirmados. Se apresentam erros e fazem parte da Bíblia, isso significa que a Bíblia é errante. De acordo com o Dr. René Pache [FSCR, p.57-58]:

Exceto no caso de determinada informação histórica interessante (especialmente em 1 Macabeus) e alguns belos pensamentos morais (ex: Sabedoria de Salomão), esses livros contêm lendas absurdas e banalidades, erros históricos, geográficos e cronológicos, além de doutrinas obviamente heréticas; eles até aconselham atos imorais (Judite 9:10-13). … Tobias … contém certos erros históricos e geográficos, tais como a suposição de que Senaqueribe era filho de Salmaneser (1:15) em vez de Sargão II, e que Nínive foi tomada por Nabucodonosor e Assuero (14.15) em vez de Nabopolassar e por Ciáxares … Judite não pode ser histórico porque contém erros evidentes … [em 2 Macabeus] há também numerosas desordens e discrepâncias em assuntos cronológicos, históricos e numéricos, os quais refletem ignorância ou confusão…

O autor dessa matéria acho que não teve nem o trabalho ler os livros e pesquisar sobre os  DEUTEROCANONICOS, pois toda a matéria dele é baseada em argumento desse tal doutor ai. Vamos explicar uma coisa novamente a bíblia não é um livro histórico nem cientifico! Se o tal doutor diz que os livros não são canônicos por isso então vamos eliminar também 2 Samuel ou 1 Crônicas vejam:

Quantos soldados havia em Israel e em Judá? 800 mil e 500 mil, respectivamente, segundo 2Sm 24 ou 1100 e 470 mil, respectivamente, segundo 1Cr 21?

E tem muito mais coisas parecidas com isso na bíblia inteira, veja que eu vou colocar muitas dessas passagens daqui por diante, a bíblia é inerrante não erra em seu enrredo, pois o que ela nos mostra é a salvação de Jesus Cristo, mas Deus não poupou os autores de suas limitações quando eles estavam escrevendo os livros Sagrados e por isso ocorre muitas dessas coisas que aparentemente parecem que são “contradições ou erros”.

Além deste comentário, o Dr. Pache acrescenta [FSCR, p. 58 e 59]:

Por que, pois, Roma adotou uma posição tão diferente e atrevida? Porque, ao ser confrontada pelos reformadores, ela precisava de argumentos para justificar seus desvios antibíblicos.

Vamos ver se é mesmo isso que esse carinha está afirmando ai? Só uma coisinha pra derrubar de vez essa tentativa enganatória veja livro da sabedoria e eclesiástico, uns dos que o autor acusa, e pense: eles falam diretamente contra as imagens todos sabem protestantes odeiam imagens apesar Deus não condená-las e a Igreja católica usa-as abertamente. Se fosse intenção da Igreja pegar livros que confirmassem suas doutrinas contra os protestantes iria colocar um livro que fala das imagens que supostamente, como dizem os protestantes, os católicos adoram?

Oh Igreja católica burra viu, nem leu antes de colocar na bíblia?! affz

Ela declarou que os livros apócrifos apoiavam doutrinas como as orações pelos mortos (2 Macabeus 12:44);

II Timóteo 1, 18. “O Senhor lhe conceda a graça de obter misericórdia junto do Senhor naquele dia. Sabes melhor que ninguém quantos bons serviços ele prestou em Éfeso.”

Paulo orando por Onesíforo que já estava morto, e pedindo misericórdia a Deus por ele no dia do julgamento, isso lhes lembra algo? Fica a pergunta!

O sacrifício expiatório (que finalmente se transformou na missa, 2 Macabeus 12:39-46);

Que acusação mais tosca é essa? Todos sabem que no antigo testamento para se perdoar pecados teriam que ter um sacrifício. Judas Macabeus não fez nada mais do que cumprir o rito do antigo testamento e da lei! E com relação a missa todos nós sabemos que foi instituída pelo próprio Jesus! Não tenho nem o que falar sobre isso!

**dar esmolas com valor expiatório, o que também conduz ao livramento da morte (Tobias 12.9, 4:10);

Vou responder mais adiante para não repetir palavras!

a invocação e a intercessão dos santos (2 Macabeus 15:14, Baruque 3:4);

Olhe o texto no contexto para não inventar mentiras!

Vamos ver aqui os textos:

Macabeus 14, 14. Então, tomando a palavra, disse-lhe Onias: Eis o amigo de seus irmãos, aquele que reza muito pelo povo e pela cidade santa, Jeremias, o profeta de Deus.

Explicando:

Esse foi um Sonho que Judas Macabeus teve e viu Onias e ele lhe disse isso ai. Esse Papel, conferido a Jeremias e a Onias, é a Primeira atestação da crença numa oração dos justos falecidos em favor dos vivos. É crença ligada à fé na ressurreição (Cf. Sl 16, 10; 49,16) Como já expliquei somente Macabeus e Daniel falam em ressurreição diretamente no antigo testamento!

Leiam minha famosa matéria :

Será que ninguém subiu aos céus mesmo?

E já há uma alusão a isso no próprio livro do profeta Jeremias:

“E o Senhor disse-me: ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, a minha alma não se inclinaria para este povo; tira-os da minha face e retirem-se” (Jer 15, 1 ss)

Móises e Samuel já estavam mortos nessa época. Em Macabeus apenas confirma isso e mostra que até Jeremias estava intercedendo pelo povo (Ex. 32, 11+;  1 Samuel7, 8-12; Sl 99, 6), e lembre se que Samuel depois de morto já tinha feito uma profecia a Saúl! Isso nada se trata de espiritismo, mas sim dos justos que moram com o Senhor e oram por nós!

Baruque 3, 4. Senhor, todo-poderoso, Deus de Israel, escutai a prece dos mortos de Israel, dos filhos daqueles que pecaram contra vós, que não atenderam à voz do Senhor, seu Deus, e por isso foram levados à desgraça.

Explicando:

O digníssimo autor pelo menos poderia ter a honestidade de analizar o contexto do versículo, de modo nenhum Baruc está falando de falecidos, ele se refere aos israelitas, próximos da morte por que pecaram contra o Senhor  é só ler Baruc 3, 1-4 pra entender o que ele queria dizer (Cf. Is 59, 10; Lm 3, 6; Ez 37, 11 ss)

A Igreja não aceita nem prega invocação de mortos! Basta ler o catecismo para saber o que a Igreja ensina sobre isso!

a adoração aos anjos (Tobias 12:12);

O honestíssimo cidadão poderia pelo menos ler o resto da bíblia e mostrar o que realmente Tobias 12, 12 diz, vou colocar aqui:

Tb 12, 12. Quando tu oravas com lágrimas e enterravas os mortos, quando deixavas a tua refeição e ias ocultar os mortos em tua casa durante o dia, para sepultá-los quando viesse a noite, eu apresentava as tuas orações ao Senhor.

Ai não fala nada de adoração de anjos! Apenas que o anjo Rafael apresentava as orações de Tobias ao Senhor. Pêra ai, pêra ai, mas acho que um outro livro da bíblia fala isso também, vamos ver qual é?

Apocalipse 3 Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos no altar de ouro, que está adiante do trono. 4. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.

Qualquer semelhança é mera conhecidência!

Mas segundo o autor isso é adoração aos anjos então está ai menos um livro na bíblia pois ensina adoração aos anjos, sendo assim apocalipse também entra para a lista dos “apócrifos”.

o purgatório; e a redenção das almas depois da morte (2 Macabeus 12:42-46).

Primeiro que ai não ensina nada de redenção após a morte nem muito menos se referi a purgatório! Macabeus apenas ora pelos mortos para a misericórdia no juízo deles!

Números 17, 11-14. e Moisés disse a Aarão: “Toma o turíbulo, põe-lhe fogo do altar, deita-lhe incenso por cima e vai depressa ao povo para fazer expiação por ele; porque acendeu-se a cólera do Senhor, e o flagelo começa.” Aarão, obedecendo à palavra de Moisés, tomou o turíbulo e correu ao meio da assembléia, pois a praga começava já no meio do povo; deitou nele o incenso e fez a expiação pelo povo. Colocando-se de pé entre os mortos e os vivos, deteve o flagelo. Com esse golpe morreram catorze mil e setecentos, além dos que tinham perecido na rebelião de Coré.

Eclesiástico 3:29-30 ensina que dar esmolas apaga os pecados:

29 A água apaga o fogo, e a esmola apaga os pecados. 30 Quem retribui com o bem armazena para o futuro, e no tempo de sua queda encontrará apoio.

Ainda neste tema, Tobias 12:9 diz:

A esmola livra da morte e purifica de todo pecado. Quem pratica esmola, terá vida longa.

De acordo com a Bíblia, antes de Jesus ser crucificado e ressuscitar, os pecados só eram perdoados com sacrifícios que envolviam SANGUE:

Levítico 17:11, Hebreus 9:22

O que acontece é que os apócrifos estão ensinando que as OBRAS podem salvar uma pessoa, exatamente o que a ICAR defende e a Bíblia não. E assim é feita a tentativa de defesa das doutrinas antibíblicas de Roma. Sobre este tema a Bíblia diz:

Gálatas 2:16, Gálatas 2:21

Primeiro que a Igreja não ensina que as obras por si só salvam ninguém, cremos nas obras mediante a fé! Agora por que o digníssimo autor não nos mostra aqui onde está o documento que a Igreja ensina isso?

A propósito observamos: o sacrifício de Cristo é posterior a tais práticas caritativas. O livro dos Provérbios (10,12) propõe a mesma tese; seria, por isto, necessário eliminá-lo do cânon?

O Novo Testamento ensina a mesma doutrina; ver Mc 9,41; Lc 11,41. Jesus confirma o valor das esmolas juntamente com outras formas de caridade. Ver Mt 6,2: “Quando deres esmola, não faças como os hipócritas…” Cf. 1Pd 4,8; At 10,31.

Então o Católico costuma rebater:

Tiago 2:26 – Portanto, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem ações [obras] está morta.

Infelizmente para o católico, Tiago está falando acerca da justificação de Abraão perante os homens (as obras como prova de que há fé), e não perante Deus (a fé como produtora de obras)! [MCB, pp. 533-534]. E como visto em Gálatas 2:21, se alguém pode ser salvo pelas obras, Jesus morreu na cruz pra quê? (Lembra que eu disse no começo que, para a ICAR, o sacrifício de Jesus não foi suficiente?)

Estas referências são do AT, portanto não podem ter qualquer relação com o sacrifício de Cristo. Segundo, elas estão em plena conformidade com o AT, que ensina que o bem feito ao próximo será considerado em nosso julgamento. Este é o princípio das esmolas.

Infelizmente para o protestante temos que citar o versículo todo para entendermos, pois eles só lêem o que querem. Leiam claramente e tiram suas próprias conclusões:

Tiago2, 14. De que aproveitará, irmãos, a alguém dizer que tem fé, se não tiver obras? Acaso esta fé poderá salvá-lo? 15. Se a um irmão ou a uma irmã faltarem roupas e o alimento cotidiano, 16. e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, mas não lhes der o necessário para o corpo, de que lhes aproveitará? 17. Assim também a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma. 18. Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras. Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. 19. Crês que há um só Deus. Fazes bem. Também os demônios crêem e tremem. 20. Queres ver, ó homem vão, como a fé sem obras é estéril? 21. Abraão, nosso pai, não foi justificado pelas obras, oferecendo o seu filho Isaac sobre o altar? 22. Vês como a fé cooperava com as suas obras e era completada por elas. 23. Assim se cumpriu a Escritura, que diz: Abraão creu em Deus e isto lhe foi tido em conta de justiça, e foi chamado amigo de Deus (Gn 15,6).24. Vedes como o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé? 25. Do mesmo modo Raab, a meretriz, não foi ela justificada pelas obras, por ter recebido os mensageiros e os ter feito sair por outro caminho? 26. Assim como o corpo sem a alma é morto, assim também a fé sem obras é morta.

Abraão ai é citado apenas como exemplo!

Continua…

Anúncios
comentários
  1. ronilson simão disse:

    EU VEJO QUE OS EVANGÉLICOS SÃO TÃO CHEIOS DE CONTRADIÇÃO. PRA COMEÇAR ELES AFIRMAM QUE NÃO SEGUEM A TRADIÇÃO. ESSA JÁ É UMA ATITUDE EQUIVOCADA E CONTRADITÓRIA. PORQUE TODO MUNDO SABE QUE OS EVANGÉLICOS SEGUEM A TRADIÇÃO À RISCA, PORÉM SÓ O QUE LHES CONVÉM. POR EXEMPLO: FUNDAMENTAM SEMPRE O CANON BÍLBICO NA TRADIÇÃO JUDAICA, O QUE É PIOR NA TRADIÇÃO DOS FARISEUS, OS QUAIS TANTO JESUS CONDENOU. DEPOIS, RECORREM, SEM SUCESSO À TRADIÃO CATÓLICA PARA FUNDAMENTAR O CÂNON BÍBLICO, POIS COMO É DE COSTUME DOS EVANGÉLICOS, SEMPRE SE FIXAM APENAS EM UM PONTO, NESTE CASO SÃO GERÔNIMO, O QUAL DIZEM TER REJEITADO OS DEUTEROCANÔNICOS. NA VERDADE ELE NÃO REJEITOU, APENAS QUESTIONOU SUA CONONICIDADE, PORÉM OS CONCÍLIOS DA IGREJA CATÓLICA SEMPRE CONFIRMARAM OS DEUTEROCANÔNICOS DESDE QUE SURGIRAM DÚVIDAS A RESPEITO DELES. TODOS SABEMOS, E SÓ SABEMOS PELA TRADIÇÃO QUE ATÉ O SÉCULO VI AGUNS LIVROS DO NT TAMBÉM NÃO ERAM CONFIRMADOS AINDA, TAIS COMO TIAGO, JUDAS, AS CARTAS DE PEDRO E DE JOÃO, CORINTIOS E HEBREUS E O PRÓPRIO APOCALIPSE. DIGA-SE DE PASSAGEM ESSES LIVROS TAMBÉM SÃO DEUTEROCANÔNICOS.
    DEPOIS O EVENGÉLICOS DEFENDEM COM UNHAS E DENTES QUE O CÂNON HEBRAICO É O VERADEIRO. MAS QUEM PODE DIZER QUE O CANON HEBRICO É MAIS VERDADEIRO QUE O CANON ALEXANDRINO (DOS SETENTA), QU FORA ORGANIZADO ANTES. OS CRITÉRIOS APRESENTADOS PELOS EVANGÉLICOS CAEM SEMPRE EM CONTRADIÇÃO.
    OUTRO PONTO É SOBRE OS REFORMADORES, MUITOS EVANGÉLICOS DIZEM QUE OS REFORMADORES OPTARAM PLO CANON VERDADEIRO. A PERGUNTA É: QUE AUTORIDADE SUPERIOR A QUALQUER OUTRA PODE CONSTITUIR OS REFORMADORES COMO VERDADEIROS DETENTORES DA ORTODOXIA CRISTÃ?
    AINDA SOBRE OS REFORMADORES. OS EVANGÉLICOS QUE SEGUEM A SOLA SCRIPTURA DEVEM SABER QUE LUTERO, SENDO UM MONGE CATÓLICO, QUIS EXCLUIR DO CÂNON BÍBLICO A CARTA DE TIAGO PORQUE ESTA CONTRADIZIA SUA DOUTRINA DA SOLA FIDE.
    FAÇO AQUI UMA PERGUNTA: SE OS EVANGÉLICOS SEGUEM A BÍBLIA HEBRAICA, PORQUE ENTÃO A ORDEM DOS SEUS LIVROS SEGUEM A VULGATA, QUE É UMA BÍBLIA CATÓLICA, FEITA SOB O PEDIDO DE UM PAPA E NÃO SEGUE A ORDEM DOS LIVROS DA TORÁ JUDAICA QUE ELES DIZEM SEGUIR? PARECE MESMO QUE ELES PEGARAM A BÍBLIA CATÓLICA RETIRARAM OS DEUTEROCANÔNICOS E ASSIM DEIXARAM.
    A VERDADE É QUE OS CATÓLICOS QUE SEGUEM A TRADIÇÃO PODEM PROVAR POR A MAIS B QUE OS LIVROS DEUTEROCANÔNICOS JÁ ERAM USADOS PELOS CRISTÃOS PRIMITIVOS DESDE O SÉCULO PRIMEIRO DA ERA CRISTÃ. E PORQUE OS CATÓLICOS PODEM PROVAR ISSO? PORQUE SÓ OS CATÓLICOS TEM A TRADIÇÃO E SÓ A TRADIÇÃO PODE PROVAR A VERDADE SOBRE A COMPOSIÇÃO DO CÂNON BÍBLICO. AFINAL A BÍBLIA POR SI MESMA NÃO PROVA ISSO.
    AFINAL DE CONTAS O CÂNON DO AT NÃO PASSOU A EXISTIR A PARTIR DOS FARISEUS REUNIDOS EM JAMNIA NO SÉCULO II DC, NEM A PARTIR DO SÚCULO XVI, NEM A PARTIR DO CONCILIO DE TRENTO. ELE JÁ EXISTIA NO II SÉCULO ANTES DE CRISTO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s