Refutando o Livro 20 “VERDADES” SOBRE CATOLICISMO – Parte III

Publicado: 20 de agosto de 2010 por Rafasoftwares em Mentiras

Enquanto isso na central de blefes anti-católicos:

Não existe purgatório

Segundo o Catecismo Católico, foi a Igreja mesma que formulou a doutrina do purgatório no Concílio de Florença (1439) e de Trento (1549-1563). Ela não existia na Igreja Primitiva. O historiador Jacques Le Goff diz que trata do além inventado pela Igreja para “a remissão de certos pecados, após a morte, iniciado com as orações pelos mortos e atos a favor dos defuntos.”

Ele que está dizendo que não existe!

A Igreja não criou a doutrina do purgatório em 1439 ou 1549, na primeira data a Igreja oficializou e na segunda a Igreja confirmou, visto que o purgatório não é dogma de fé e que até a reforma protestante não era questionado, quem acompanha o blog vai ver que em outra acusação aqui, outro protestante já afirmou que o purgatório foi criado em 593. Qual data é certa? Eis a Questão! Vamos responder mais a frente de onde vem o purgatório.

Agora pense comigo, se você ,como os protestantes dizem, já é salvo, cometer um pecado grave, tipo adultério com uma mulher casada, ai ao mesmo tempo chega o marido da mulher e te mata, ora você não pediu perdão daquele pecado antes de morrer, mas mesmo assim você iria para o céu habitar junto de Deus com aquele pecado na sua alma?

Veja o que o catecismo diz:

Parágrafo 1030 Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu.

Parágrafo 1031 A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados…

…. No que concerne a certas faltas leves, deve-se crer que existe antes do juízo um fogo purificador, segundo o que afirma aquele que é a Verdade, dizendo, que, se alguém tiver pronunciado uma blasfêmia contra o Espírito Santo, não lhe será perdoada nem presente século nem no século futuro (Mt 12,32). Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas no século presente, ao passo que outras, no século futuro.


A Bíblia Católica é contra o purgatório

Pareci que a protestante é a favor!

Para o Catecismo, se você não for purificado por completo, mesmo salvo e após a morte, sofrerá até que possa entrar no céu. Isso vem dos gregos e não da Bíblia. Acreditava-se num lugar subterrâneo onde a pessoa é castigada antes da salvação.

“Portanto, não existe mais condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1)

Pense: Se já somos purificados pelo sangue de Jesus de todo pecado, de que serve essa doutrina? (I Jo 1.7)

Obs. Doutrina do purgatório não vai de encontro com o sacrifício de Jesus na Cruz, muito pelo contrário, o purgatório é justamente para aqueles que foram remidos por Jesus!

E quem disse que o purgatório é uma condenação ou castigo? Já leram acima como o autor mesmo cita aqui o que o catecismo diz, isso não tem nada de herança grega.

Cf. Mt 12,32; Mt 5,25-26; 1Cor 3,15

“E tão terrível era o espetáculo, que Moisés exclamou: Eu tremo de pavor. Vós, ao contrário, vos aproximastes da montanha de Sião , da cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial,das miríades de anjos, da assembléia festiva dos primeiros inscritos no livro dos céus, e de Deus, juiz universal, e das almas dos justos que chegaram à perfeição , enfim, de Jesus, o mediador da Nova Aliança, e do sangue da aspersão, que fala com mais eloqüência que o sangue de Abel ” (Hb 12,21-24)

Pense sua alma ainda não chegou à perfeição, significa que ela ainda possui mancha de pecado. Então como ela irá entrar no céu? Como irá entrar na cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial?

Jesus ainda disse: “Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás em caminho com ele, para que não suceda que te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao seu ministro e sejas posto em prisão. Em verdade te digo: dali não sairás antes de teres pago o último centavo ” (Mt 5,25-26) (grifos meus).

Aqui há uma alusão do Senhor de que devemos colaborar com a Graça em vida, pois mesmo que o juiz nos ache justo, não teremos liberdade (morar no céu) até que todo pecado seja purgado (“teres pago o último centavo”), pois na “cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial” só entrarão as “almas dos justos que chegaram à perfeição” (cf. Hb 12,21-24). Veja ainda Mt 18,23-35; Lc 12,58-59. (Referencias de Alessandro Lima)

Vou me furtar de colocar os testemunhos patrísticos para comprovar, leia essa matéria:

Veritatis Splendor


7. A VERDADE SOBRE OS VÁRIOS CAMINHOS PARA DEUS

Analise com base na Bíblia as várias crenças sobre a salvação.

Dizem que o inferno é aqui porque aqui se faz e aqui se paga
Pense: inferno com sorvete, Bíblia, servos de Deus?! Veja Hb 9.27

Quem diz isso? A Igreja católica? Onde? Qual o documento?

Mais uma vez o autor entrando em contradição consigo mesmo, pois no item anterior e nos outros ele mesmo cita o purgatório.

A Bíblia diz:“Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado: porquanto não crê no nome do Filho único de Deus.”

“Há dois tipos de pessoas: os que dizem a Deus ‘Seja feita a Tua vontade’, e aqueles a quem Deus diz: ‘A tua vontade seja feita’. “Deus não envia pessoas para o inferno, apenas honra a escolha que fazem.”

Bom o autor está certo em suas afirmações que a um só caminho para Deus, porém o que o levar a mentir é insinuar que a Igreja católica acredita que há vários caminhos, vou mostrar mais uma vez o prólogo do catecismo da Igreja para confirmar:

“PAI, … a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o Deus único verdadeiro, e aquele que enviaste, Jesus Cristo” (Jo 17,3). “Deus, nosso Salvador … quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” (1 Tm 2,3-4). “Não há, debaixo do céu, outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (At 4,12), afora o nome de JESUS. (CIC prólogo)

Dizem que toda religião é boa, o que vale é a intenção

De que vale ter boa intenção, mas estar no caminho errado?

A Bíblia diz: “Quem tem o Filho, tem a vida: quem não tem o Filho, não tem a vida”(I Jo 5.12).

Dizem que há vários caminhos para Deus

Disse Jesus: Eu sou o (único) Caminho…
Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” (Jo 14.6).

Quero saber onde o acusador achou base para tais acusações. Já foi aqui mostrado no prólogo do catecismo da Igreja para todos, como a Igreja acredita que o único caminho para a salvação é Cristo, vou mostrar mais 2 parágrafos do catecismo para confirmar:

Parágrafo 616: “Nenhum homem, ainda que o mais santo, tinha condições de tomar sobre si os pecados de todos os homens, e de oferecer-se em sacrifício por todos.”

“Fora da Cruz não existe outra escada por onde subir ao céu.” (CIC Parágrafo 618)

Está mais do claro as invenções do autor mentiroso e o verdadeiro posicionamento da Igreja sobre o único Salvador!

Leiam essa matéria já postada aqui no blog sobre o que a Igreja afirmar como caminho para a salvação:

Todas as “religiões” levam a salvação?
Dizem que todo mundo é filho de Deus

A Bíblia diz: A todos que o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus” (Jo 1.12).

Bem fácil de desmascarar essa mentira veja no catecismo:

Parágrafo 537 Pelo Batismo, o cristão é sacramentalmente assimilado a Jesus, que antecipa em seu Batismo a sua Morte e a sua Ressurreição; deve entrar neste mistério de rebaixamento humilde e de arrependimento, descer à água com Jesus para subir novamente com ele, renascer da água e do Espírito para tornar-se, no Filho, filho bem-amado do Pai e “viver em uma vida nova” (Rm 6,4): (Parágrafo relacionado: 1262)

Sepultemo-nos com Cristo pelo Batismo, para ressuscitar com Ele; desçamos com Ele, para ser elevados com Ele; subamos novamente com Ele, para ser glorificados nele. (Parágrafo relacionado: 628)

Tudo o que aconteceu com Cristo dá-nos a conhecer que, depois da imersão na água, o Espírito Santo voa sobre nós do alto do Céu e que, adotados pela Voz do Pai, nos tornamos filhos de Deus.


Dizem: quero viver a vida. Mais para frente eu me arrependo

A Bíblia diz: “Por todas estas coisas te trará Deus a juízo” (Ec 11.9).

Bom se alguém diz isso ai é problema de quem diz, cada um é responsável por sua própria vida, a Igreja é bem clara quanto a necessidade da conversão continua, quem já foi uma missa sabe muito bem que uma das primeiras coisas que fazemos na missa é pedir a Deus perdão dos nossos pecados, agora quem não faz de coração sincero ai é problema de quem não faz!


8. A VERDADE SOBRE A CONVERSÃO

Jesus é o único caminho para Deus (Jo 14.6).

“O verdadeiro cristão é aquele que, através do arrependimento e da fé em Jesus Cristo, aceita-o como seu Salvador e Senhor pessoal”. A partir daí se inicia uma vida diferente dos demais. O cristão “considera este mundo apenas uma porta de entrada para algo que é muito mais vasto, para algo que é eterno. Toda sua perspectiva difere da do incrédulo.”

Claro! Já mostrei o que a Igreja pensa!

Uma nova vida em Cristo

Ore para que Jesus seja o Senhor da sua vida. Ele “foi exaltado acima de todos os outros deuses senhores, quer reais, quer imaginários.” Veja o que lhe ocorrerá conforme Efésios 1:

Todos nós oramos!

O DISCÍPULO

Abençoado (v. 3)
Santificado (v. 4)
Filho e herdeiro (v. 5,11)
Salvo (v. 7)
Propriedade de Deus (v. 14)
Morada do Espírito Santo (v. 13)

Mc 8. 34-48

Certo!

“Portanto, se alguém está em Cristo, é criatura nova. O que era antigo passou, agora tudo é novo” (II Cor 5.17; tradução CNBB).

Certo!

Aceite a Jesus agora mesmo em oração
Receba Jesus como o Senhor da sua vida. Ore da seguinte forma:

“Ó Deus, sê misericordioso comigo que sou pecador e faz-me conhecer e crer em Jesus Cristo, pois vejo que, se Ele não tivesse sido reto ou eu não tivesse fé em sua retidão, eu estaria completamente abandonado.” Senhor salva-me por tua graça e misericórdia. Amém.

Nem Jesus se impôs a ninguem para aceita-lo, e  o autor está impondo as pessoas a aceitar Jesus? Olhem a frase: “ACEITE A JESUS AGORA MESMO”. Esse não é o evangelho pregado por Jesus, Jesus prega o arrependimento de coração e não é em uma simples oração ou incentivo que fará um homem se arrepender de seus pecados e viver uma nova vida… conversão é um processo gradativo onde cada dia vamos percebendo os pecadores que somos e cedendo a graça do Senhor.

A necessidade de conversão

“A salvação significa libertação do pecado.”

“Mas se não vos converterdes, todos perecereis.” (Lc13.3).

“A Escritura, invariavelmente, trata-nos como agentes responsáveis. Coloca sobre nós a necessidade de escolher entre a vida e o bem, a morte e o mal.”

Isso mesmo por isso todos os dias nas missas pedimos perdão de nossos pecados, como já disse a conversão não é um só vez, conversão é um processo gradativo!

A Bíblia e os vícios e a bebida alcoólica
Pense: o Espírito Santo aprovaria vícios que destroem o corpo, que é o templo em que habita?

“Se alguém destruir o templo de Deus (corpo), Deus o destruirá, pois o templo de Deus é santo, e esse sois vós” (I Cor 3.17 – CNBB).

Mais uma vez o autor coloca coisas para incriminar a igreja como que a Igreja aprova os vícios, só vou colocar aqui um parágrafo dos milhares do catecismo a respeito dos vícios:

CIC Parágrafo 598 “Devemos considerar como culpados desta falta horrível os que continuam a reincidir em pecados. Já que são os nossos crimes que arrastaram Nosso Senhor Jesus Cristo ao suplício da cruz, com certeza os que mergulham nas desordens e no mal “de sua parte crucificam de novo o Filho de Deus e o expõem as injúrias” (Hb 6,6). E é imperioso reconhecer que nosso próprio crime, neste caso é maior do que o dos judeus. Pois estes, como testemunha o Apóstolo, “se tivessem conhecido o Rei da glória, nunca o teriam crucificado” (1Cor 2,8). Nós, porém, fazemos profissão de conhecê-lo. E, quando o negamos por nossos atos, de certo modo levantamos contra Ele nossas mãos homicidas. Os demônios, então, não foram eles que o crucificaram; és tu que com eles o crucificaste e continuas a crucificá-lo, DELEITANDO-TE NOS VÍCIOS e. nos pecados.(Parágrafo Relacionado 1851)

A Bíblia associa a bebida à insensatez e os que se dão a ela não herdarão o Reino de Deus (Is 5.22,24; Gl 5.19-21).

Quanto a ingestão (e não o mal uso) deixo aqui uma pergunta qual foi o primeiro milagre de Jesus (João 2, 1-11) ? Os Judeus chamavam Jesus de beberrão (Lucas 7, 34). Era Jesus um insensato como o próprio autor afirma?

o que a bíblia condena é a embriaguez e não a ingestão de álcool se fosse assim estaríamos dizendo que Jesus pecou!

A Bíblia e os signos (horóscopo)

A Astrologia é um ramo do esoterismo oculto junto à alquimia e à magia”. Sua origem passa pela Babilônia, Grécia, India e China. Há registros de horóscopos traçados na Grécia já em 2154 a.C. Veja o que Deus pensa:

1. A Astrologia induz as pessoas a consultarem objetos mortos, como astros e planetas, em lugar do Deus vivo. Por isso, ela traz iminente juízo de Deus sobre aquele que a consulta ( At 7.42-43).

2. Os que praticam a astrologia “serão como restolho, o fogo os queimará”. Terão um triste fim (Is 47.13-14; Jr 8.2).

Note que o dissimulado autor colocado isso aqui para parecer que a Igreja católica acredita em horóscopos e astrologia, mas é só lermos mais uma vez o catecismo para desmascará-lo:

“Todas as formas de adivinhação hão de ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas que erroneamente se supõe “descobrir” o futuro. A consulta aos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e da sorte, os fenômenos de visão, o recurso a médiuns escondem uma vontade de poder sobre o tempo, sobre a história e, finalmente, sobre os homens, ao mesmo tempo que um desejo de ganhar para si os poderes ocultos. ESSAS PRÁTICAS CONTRADIZEM A HONRA E O RESPEITO QUE, UNIDOS AO AMOROSO TEMOR, DEVEMOS EXCLUSIVAMENTE A DEUS.”( Catecismo da Igreja Católica Parágrafo 2116) [grifos e capslock meus]

Veja qual o verdadeiro posicionamento da Igreja católica em relação as essas práticas supersticiosas!!

A Bíblia e o sinal da cruz

Em que lugar da Bíblia você encontra o sinal da cruz? “Sua origem está ligada a um ritual egípcio de mistério chamado Tau. Para muitos este sinal traz proteção. Mas, será que Deus não é suficiente para protegê-lo? Que poder tem a cruz, em si mesma? o sangue de Jesus sim, esse tem poder! (I Jo 1.7)

Primeiro não existe nenhum ritual egípcio chamado “Tau”, “Tau” é uma letra! O “Tau” existe sim no alfabeto Egípcio, Grego e Hebraico e é uma letra, NÃO um ritual. Vou mostrar aqui onde se encontra o sinal da cruz na BÍBLIA e como era usado como sinal proteção por Ezequiel para os eleitos de Deus. O que trás a proteção de Deus não é a materialidade do ato em si e sim a fé com que se faz e se busca a Deus nos atos, como quando nos ajoelhamos mesmo, o que é que adianta se ajoelhar e não ter fé?

Confiram :

Ezequiel 9, 4 e lhe disse: Percorre a cidade, o centro de Jerusalém, E MARCA COM UMA CRUZ NA FRONTE OS QUE GEMEM e suspiram devido a tantas abominações que na cidade se cometem.

Essa cruz que em uma traduções vem “sinal” ou mesmo “Tau”, era o “Tau”, prova disso confira no rodapé da bíblia, Protestante Pentecostal: HARPA CRISTÃ – Tradução João Almeida Corrigida e Fiel, o comentário sobre essa passagem.

Leiam o que o catecismo diz:

Parágrafo 2111 A superstição é o desvio do sentimento religioso e das práticas que ele impõe. Pode afetar também o culto que prestamos ao verdadeiro Deus, por exemplo, quando atribuímos uma importância de alguma maneira mágica a certas práticas, em si mesmas legítimas ou necessárias. Atribuir eficácia exclusivamente à materialidade das orações ou dos sinais sacramentais, sem levar em conta as disposições interiores que elas exigem, é cair na superstição.


9. A VERDADE SOBRE O USO DE FITINHAS, PATUÁS E AMULETOS

Veja o que a Bíblia Católica Ave-Maria diz sobre este assunto:

“Ai daquelas que costuram faixas (fitinhas-pátuas) mágicas para todos os pulsos. Arrancá-la-ei de sobre os vossos braços e soltarei as almas que seduziste como pássaro!” (Ez 13.18-20)

O uso de simpatias, elefante branco, etc.

Essas crendices vêm do animismo e de ritualismos de feitiçarias, onde se acredita que há objetos que têm mana, energia comunicada por espíritos. Dt 18.9-12 diz que Deus abomina tais práticas.

Quem usa e acredita nisso? A Igreja católica? Onde? Qual o documento?

Isso são práticas esotéricas condenadas pela Igreja!

Agora alguém pode objetar dizendo: “e as fitinhas de Senhor do Bonfim na Bahia?”

R: A fitinha, como nela mesma vem escrita, é lembrança, para quem visita a Igreja, se as pessoas fazem superstições em relação a isso ai é problema de cada um. Cada um é responsável por sua própria conduta! Fora que os adeptos do candomblé se aproveitam dessas fitas para criar superstições em cima o que convenci a muitos!

Parágrafo 2116 do catecismo já foi citado anteriormente!

A Bíblia e o crucifixo

“O crucifixo surgiu no séc XI”. Acredita-se que ele seja a imagem de Deus. Contudo a Bíblia diz em Gn 1.26-27 que nós somos a imagem divina. Na verdade, em Gl 3.13 o crucificado simboliza maldição. Pense: Se Jesus ressuscitou, por que conservá-lo, morto, na Cruz? Qual sua conclusão de Dt 7.26?

O analfabeto bíblico pareci que nunca leu as cartas paulinas que dizem respeito a cruz e Cristo Crucificado:

Confiram vocês mesmos:

“Ó INSENSATOS gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós?” (Gálatas 3,1. Bíblia Protestante João Almeida).

Gálatas 6, 14 Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo. (Bíblia Protestante João Almeida)

1 Coríntios 2,2 Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado. (Bíblia Protestante João Almeida)

“Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que SÃO INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas.” (Felipenses 3,18-19 – Bíblia Protestante João Almeida).

E mais:

1 Ts 1, 9-10;

At 13, 26-39;

1 Cor 1, 17-25; 15, 1-4ss;

Pareci que Paulo Gostava bastante de falar de Cruz, de Jesus Crucificado! Essa era a Base da catequese paulina, a Cruz de Cristo, que era a vitória da ressurreição sobre a morte!

A Cruz é sinal de libertação e não de condenação!

A Bíblia e as pirâmides

Acredita-se que as réplicas das pirâmides do Egito, construídas em 2690 a.C., sejam captadoras de energia. Absurdo!

Pense: Você moraria num cemitério?! Teria um caixão como objeto decorativo em sua sala? O que é a pirâmide, senão um sarcófago? Leia Ex 20.7; Is 19.3, Dt 5.26 e veja o que Deus pensa sobre isso.
Qual o documento e onde a Igreja apóia esse absurdo?

Quero saber onde o mentiroso autor achou isso nas doutrinas católicas! Eu não vou nem me prestar refutar esse absurdo por que como todos já viram nos itens anteriores a Igreja condena veementemente essas práticas pagãs supersticiosas!
Continua….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s