Refutando o Livro 20 “VERDADES” SOBRE CATOLICISMO – Parte II

Publicado: 18 de agosto de 2010 por Rafasoftwares em Mentiras

4. A VERDADE SOBRE A SALVAÇÃO PELA FÉ

Jesus deu garantia da salvação ao Ladrão da cruz ao dizer: “Hoje mesmo estarás comigo no Paraíso” (Lc 23.39-43). Que bem ele praticou? Nenhum! Ao contrário, ele admitiu que merecia estar ali. Disse: “recebemos o que merecemos pelos nossos crimes.” Ele merecia o inferno, mas foi para o Paraíso! Por que? “Deus é o autor da reconciliação e Cristo é seu agente.” “A solução vem do lado de Deus, não do nosso.” “Na cruz nossos pecados foram julgados. O pecado sendo julgado e a justiça de Deus satisfeita, a porta do perdão e da salvação foi aberta.”

Bom, isso se caracteriza a misericórdia de Deus, que também do mesmo jeito a Igreja católica acredita! Uma coisa é o arrependimento até das coisas que ele deixou de fazer! Se ele tivesse a oportunidade de conhecer Cristo antes e não perseverasse em fazer o bem, e mesmo assim dizendo que tinha fé de que isso adiantaria?

Lembremo-nos de Tiago 2, 14-26. Confira.

Quem pode ser salvo?

Todos podem ser Salvos, desde que vivam de acordo com os preceitos de Cristo!

Por que o ladrão foi salvo? É simples: o seu pecado foi perdoado sem que tenha merecido. “Deus demonstra o seu amor para conosco pelo fato de ser Cristo morrido por nós, quando éramos ainda pecadores” (Rm 5.8). Assim é o grande amor de Deus: quando nos arrependemos, Ele decide graciosamente esquecer que pecamos. É por isso que a Bíblia diz:

“Não por obras da justiça praticadas por nós, mas segundo a sua misericórdia, Ele nos salvou” (Tt 3.5). “… o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus. E são justificados (tornados justos) gratuitamente por sua graça” (Rm 6.23-24; Bíblia Ave-Maria).

Jà foi respondido na primeira parte dessas matérias!

Lembremo-nos de Tiago 2, 14-26. Confira.
“A fé é simplesmente as mãos vazias com as quais você aceita a dádiva de Deus.” “Em Deus não existe fome a ser satisfeita, mas fartura que deseja doar”. Se você acreditar que o bem que você faz pode salvá-lo, então de nada valeu a morte de Jesus. Você está rejeitando a dádiva de Deus, dizendo que você pode fazer melhor que Jesus. “Não podemos pagar um milésimo do preço que Deus já pagou.” Como diz C.S.Lewis: “os perdidos são, de certa forma, rebeldes bem-sucedidos até o fim; as portas do inferno são fechadas por dentro” por eles mesmos, ao rejeitarem a graça divina.

Fazer o bem não contribui para a salvação de ninguém, então vamos “aceitar Jesus” e sair por ai matando e roubando e seremos salvos!

Mas uma vez o autor mostrando total ignorância a respeito como as obras contribuem para a nossa salvação!

Lógico que Cristo não morreu por nós por que nós fizemos algo de bom, NÃO, ele morreu por seu amor e por sua graça somos salvos! porém temos que cooperar para que essa graça seja plena em nós!

Filipenses 2,12. Assim, meus caríssimos, vós que sempre fostes obedientes, trabalhai na vossa salvação com temor e tremor, não só como quando eu estava entre vós, mas muito mais agora na minha ausência.

Felipenses 3, 10-14. Anseio pelo conhecimento de Cristo e do poder da sua ressurreição, pela participação em seus sofrimentos, tornando-me semelhante a ele na morte, com a esperança de conseguir a ressurreição dentre os mortos. Não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei à perfeição. Não. Mas eu me empenho em conquistá-la, uma vez que também eu fui conquistado por Jesus Cristo. Consciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para a frente, persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo. [grifos meus]


5. A VERDADE SOBRE A VIDA APÓS A MORTE

Se você morrese hoje, para onde iria? O que tem depois da morte? Podemos nos comunicar com os mortos? Há uma nova chance após a morte? Os mortos necessitam de oração? Veja o que Jesus revela em Lc 16. 19-24, 26-29, 31.

Vejam também o que revela II Timóteo 1, 18. Números 17, 11-14.

A Igreja católica nunca aceitou a comunicação entre os mortos, como na invocação do espiritismo e afins.

Jesus conversou com Moisés e Elias na transfiguração, Moisés e Elias já tinham morrido há muito tempo, Jesus estava tendo uma seção espírita? (Cf. Lc 9, 28-31; Ap 6, 9-10)

Segundo o autor pareci que sim!

No cristianismo não existe morte! Apenas a sua carne morre, mas sua alma continua viva, Cristo venceu a morte! Todos os cristão salvos estão junto a Deus por isso oram por nós, acordados!!

Leia essa matéria:

Será que ninguem Subiu ao céu mesmo?

Não existe reencarnação

Obvio que não!!

1- Ao homem está ordenado morrer apenas uma vez, vindo depois o juízo. Além disso só há 2 lugares após a morte. Quem morre não retorna à vida (Ec 9.4-5: Hb 9.27; Mt 7.13-14).

2- A Bíblia só fala em ressurreição (ICor 15; Jo 11.25 e 26).

A Igreja diz o mesmo:

CIC Parágrafo 1013 “A morte é o fim da peregrinação terrestre do homem, do tempo de graça e de misericórdia que Deus lhe oferece para realizar sua vida terrestre segundo o projeto divino e para decidir seu destino último. Quando tiver terminado “o único curso de nossa vida terrestre, não voltaremos mais a outras vidas terrestres. “Os homens devem morrer uma só vez” (Hb 9,27). Não existe “reencarnação” depois da morte.”

Leu?

Mais uma tentativa de dizer o que a Igreja não prega!

PARA ONDE VOCÊ IRÁ DEPOIS DA MORTE?
Você tem certeza da salvação eterna?

Quem viver de acordo com o mandamentos do Senhor irá pra o céu quem não viver vai para o inferno, mas o julgamento cabe somnte a Deus.

Certeza que a salvação acontecerá nós temos, mas que já estamos salvos que de modo nenhum perderemos a salvação não!

Leiam essa matéria:

https://sadoutrina.wordpress.com/2010/06/28/uma-vez-salvo-pra-sempre-salvo-sera/

VIDA COM CRISTO ——> SALVAÇÃO
ARREPENDIMENTO MORTE ABISMO DE SEPARAÇÃO
VIDA SEM CRISTO ——> INFERNO ETERNO

Da mesma forma a Igreja católica crê, Igreja nunca aceitou a reencarnação muito pelo contrário ela condena! Mais uma vez o digníssimo autor querendo colocar doutrinas que são condenadas pela Igreja como sendo dela! Essas são doutrinas espíritas veja o que a Igreja diz:

CIC Parágrafo 2117 Todas as práticas de magia ou de feitiçaria com as quais a pessoa pretende domesticar os poderes ocultos, para colocá-los a seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo – mesmo que seja para proporcionar a este a saúde – são gravemente contrárias à virtude da religião. Essas práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas de uma intenção de prejudicar a outrem, ou quando recorrem ou não à intervenção dos demônios. O uso de amuletos também é repreensível. O espiritismo implica freqüentemente práticas de adivinhação ou de magia. Por isso a Igreja adverte os fiéis a evitá-lo. O recurso aos assim chamados remédios tradicionais não legitima nem a invocação dos poderes maléficos nem a exploração da credulidade alheia.

A Bíblia católica e a missa de sétimo dia

A missa de sétimo-dia é herdada de crenças pagãs. Acreditava-se que a alma faria uma longa jornada, precisando, assim, de ajuda extra para a viagem. A parábola do Rico e Lázaro mostra que após a morte não há uma segunda chance. Então, para que serve a missa de sétimo dia? Ela sugere uma atitude cômoda diante do pecado: posso fazer o que quiser porque alguém fará uma missa por mim! Veja o que a Bíblia Católica diz:

“Enquanto o homem permanece entre os vivos há esperança… Os mortos não sabem mais nada: não têm mais parte no que se faz debaixo do sol”, nesta vida (Ec 9,4; Bíblia Ave-Maria).

A referida passagem, de Ec 9, 4,  se encontra no antigo testamento, existe uma diferença entre a condição dos mortos antes de Jesus e depois de Jesus que pelo visto o autor não deve saber. Leiam novamente a materia:

Será que ninguem Subiu ao céu mesmo?

Missa de 7.º Dia

A Missa de Sétimo Dia tem mais ligação com questões geográficas do que com crenças pagãs. O que acontece é que em lugares muito distantes e/ou de difícil acesso, o padre não conseguia chegar a tempo para celebrar a Missa em favor do defunto, a pedido dos familiares. E então chegava quase uma semana depois! Ou então, só podia estar no local quase 1 mês depois. Então a Missa era realizada nesses períodos. Até hoje há lugares em que demoram meses para que se seja realizada uma Missa, como na Amazônia e outros locais. A Missa pelos mortos (seja 7.º dia, 1 mês, 1 ano…) visa a recordação da pessoa que partiu, e também pedir a Deus Sua misericórdia no Julgamento. Tanto que tais Missas nunca foram obrigatórias. Porque todas as Missas do mundo já colocam em suas intenções as almas que partiram desta vida! A Igreja Católica não prega que se uma alma não receber missa de 7.º Dia ou mesmo de corpo presente, ela será condenada, ficará vagando sem destina ou irá assombrar pessoas e casas. ( Por Emerson)

O Batismo de crianças e a salvação

(Mau-olhado, quebrante)

Acredita-se que se a criança morrer sem se batizar, irá para o limbo e “ficará numa sombra eterna”, sendo considerada pagã. A Bíblia, contudo, revela a salvação pela fé, em Jesus como o único Senhor e Salvador, seguida de arrependimento. O batismo trata do ato de obediência que expressará essa fé, a morte para a vida sem Cristo e o renascimento para uma nova vida. Acredite: “Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado” (Mc 16.15).

Esse cidadão entende muito das doutrinas católicas, afirma (Mau-olhado, quebrante)
isso nunca foi doutrina católica, isso é coisa de candomblé não da Igreja católica!

Ele fala que a Igreja acredita que a criança vai para o limbo vamos explicar aqui o que é isso:

Limbo não passou na Igreja de uma hipótese teológica, por que Jesus afirmava na bíblia que quem crer e for batizado será salvo, se uma criança não foi batizada e não tinha como professar sua fé ela seria salva? Mas como ela não tinha pecado então não poderia ir para o inferno, então para onde iria? A partir dessas perguntas alguns teólogos formularam essa tese de uma certa proximidade do céu, mas não sendo céu! O que já foi descartada pela Igreja, visto que o próprio Jesus disse que o reino dos céus é das criancinhas!

Agora o autor disse que para ser salvo temos que crer e se arrepender (fato para quem já tem consciência de seus pecados), como uma criança vai se arrepender sem nem ter consciência do que faz?

Então todas as crianças que morrem sem ter conhecimento de Jesus vão para o inferno?

“Agora, uma vez que Deus não alterou seu pacto (Salmo. 89:34), nós não nos surpreendemos que não haja um texto no Novo Testamento indicando que os filhos dos crentes que eram participantes do pacto, agora já não são mais. Ao contrário, Colossenses 2:11 e 12 traçam um paralelo especifico, entre batismo e circuncisão; aqueles que eram então circuncidados, que sejam agora batizados. {e os judeus são circuncidados aos 8 dias de nascidos (Gn 17, 10-12)”

Leia mais sobre o batismo:

Sacramento do Batismo


6. A VERDADE SOBRE O USO DA VELA E PURGATÓRIO

Além de estar ligada ao culto, a elementos da natureza e a ancestrais (finados), como uma prática pagã, na antiguidade a vela era utilizada para cultuar divindades condenadas na Bíblia.

“Disse Jesus: quem me segue não caminha nas trevas, mas terá a luz da vida” (Jo 8.12 – CNBB)

Por que precisamos acender velas para os santos ou para os falecidos? Tal necessidade sugere, na verdade, que eles estão nas trevas. Pense: Se estivessem com Deus, não precisariam da vela, pois o próprio Deus lhes serviria de luz. Mas se precisam das velas, o que significa então? Que eles não estão com Deus. Afinal de contas, com quem estão?

Note a mentira e embuste psicológico que o autor usa para mostrar um lado negro por parte da Igreja e as pessoas que nela se encontram, mas a bíblia o desmente.

Esta afirmação mostra total ignorância da Bíblia. Desde o AT as velas são utilizadas na liturgia.

– Elas são utilizadas no templo: “Farás um candelabro de ouro puro… Far-lhe-ás também sete lâmpadas. As lâmpadas serão elevadas de tal modo que alumiem defronte dele” (Ex 25,31.37). Outros:  1Rs 7,49; 2Cr 4,7.20; Jr 52,19.

Na Igreja:

– Será que nas catacumbas, os cristãos usavam luz elétrica?

– A vela é luz, símbolo de Cristo. Ela se consome iluminando, como Cristo deu a sua vida, e todos os cristãos são chamados a consumir sua vida para iluminar o mundo (Mt 5,14).

Mt 5,15: O Senhor se refere à luz que brilha sobre um candeeiro.

Ap 1,13; 2,1: Cristo aparece entre candelabros.

Continua…

Anúncios
comentários
  1. Cristina disse:

    Peço a Deus que abra o seu entendimento para a Palavra Dele. Em Apocalipse 22: 18 a 20, está bem claro o que acontecerá com aquele que retirar ou acrescentar algo o que está na Bíblia. Além disso, o senhor refutador precisa estudar mais não só as escrituras como também português. Mas, o que me consola é que Jesus só voltará quando TODOS ouvirem falar de Jesus, então ainda dá tempo para o senhor se converter verdadeiramente.

  2. André Philipp disse:

    Uma divergência clara concernente à justificação é encontrada no caso de Abraão.
    TIAGO 2:21 – Se Abraão foi salvo pelas obras, por que a Bíblia diz que ele foi justificado pela fé?
    PROBLEMA: Paulo claramente ensina que somos justificados pela fé e não pelas obras (Rm 1:17): “Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça” (Rm 4:5). Também: “não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou” (Tt 3:5). E: “pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2:8-9).
    Mas Tiago parece contradizer precisamente isso ao declarar: “uma pessoa é justificada por obras e não por fé somente” (2:24), pois “a fé sem obras é morta”(2:26). De fato, enquanto Paulo disse que Abraão foi santificado pela fé (Rm 4:1-4), Tiago declara: “Não foi por obras que Abraão, o nosso pai, foi justificado?” (Tg 2:21). Não estão essas declarações em franca oposição?
    SOLUÇÃO: Tiago e Paulo estariam em contradição se estivessem falando da mesma coisa, mas há várias indicações no texto de que não foi este o caso. Paulo está falando da justificação perante Deus, ao passo que Tiago está falando da justificação perante os homens. Isso se evidencia belo fato de que Tiago enfatiza que devemos “mostrar” (2:18) a nossa fé. Tem de ser algo que possa ser visto pelos outros em “obras” (2:18-20).
    Tiago reconheceu que Abraão foi justificado perante Deus pela fé, não por obras, ao dizer: “Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça” (2:23). Quando ele acrescenta que Abraão foi justificado “por obras” (v. 21), ele está falando do que Abraão fez que podia ser visto pelas pessoas, ou seja, do oferecimento de seu filho Isaque no altar (2:21-22).
    Paulo, por sua vez, está destacando a raiz da justificação (a fé), enquanto Tiago está destacando o fruto da justificação (as obras). Ambos, porém, reconhecem essas duas coisas. Logo depois de afirmar que somos “salvos pela graça, mediante a fé” (Ef 2:8-9), Paulo rapidamente acrescenta: “somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Ef 2:10). De igual modo, logo depois de declarar que “não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou” (Tt 3:5-7), Paulo compele “os que têm crido em Deus [que] sejam solícitos na prática de boas obras” (Tt 3:8). A relação entre Paulo e Tiago pode ser resumida da seguinte maneira:

    PAULO
    Justificação perante Deus
    A raiz da justificação
    Justificação pela fé
    A fé como produtora de obras

    TIAGO
    Justificação diante dos homens
    O fruto da justificação
    Justificação pelas obras
    As obras como aprova de que há fé.

  3. André Philipp disse:

    Jesus tinha duas naturezas, humana e divina e porisso só Ele falou com Moisés e Elias; os discípulos que com Ele estavam não o fizeram, assim como Moisés e Elias não dirigiram palavra aos discípulos.

    A Bíblia ensina que a alma sobrevive à morte num estado consciente de conhecimento. As passagens que dizem que não há conhecimento ou lembrança após a morte estão falando de não haver memória neste mundo, e não de que não há memória deste mundo. Salomão esclareceu o seu comentário dizendo: “porque na sepultura, para onde tu vais, não há… conhecimento” (Ec 9:10, SBTB), deixando claro que é na sepultura que não há lembrança de nada.
    Ele afirmou também que os mortos não sabem o que se passa “debaixo do sol” (9:6). Mas conquanto não saibam o que ocorre na terra, certamente sabem o que está ocorrendo no céu (cf. Ap 6:9). Em resumo, estes textos referem-se simplesmente ao homem em relação a esta vida presente – eles nada dizem a respeito da vida futura, após esta que vivemos.

    Em Apocalípse 6: 9-10. Os santos não oram intercedendo pelos santos que estão sobre a Terra e sim para que Deus faça justiça aos homens ímpios que estão sobre a Terra, que derramaram o sangue destes santos que clamavam à Deus. Em toda a bíblia não há relatos de que os santos que estão no céu intercedendo pelos santos que estão na Terra.

  4. André Philipp disse:

    Antigamente dispunham de velas porque não avia luz elétrica, hoje não há mais necessidade delas! O fato de Jesus se revelas entre os candelabros que dizer que Ele habita na luz e não na porcaria do candelabro – objeto.

  5. André Philipp disse:

    “Agora o autor disse que para ser salvo temos que crer e se arrepender (fato para quem já tem consciência de seus pecados), como uma criança vai se arrepender sem nem ter consciência do que faz?

    Então todas as crianças que morrem sem ter conhecimento de Jesus vão para o inferno?”

    Não! Porque as crianças não tem consciência do que fazem e Deus não julga os inocentes. A partir do momento em que se tem consciência do pegado é que a deixa de ser criança, enquanto isso, delas é o reino dos céus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s