Em defesa dos papas

Publicado: 9 de agosto de 2010 por Rafasoftwares em História da Igreja

É comum vermos em livros de histórias afirmações do tipo “o papa vendia indulgências”. E muitas outras acusações sérias são feitas aos papas com o objetivo de desacreditar a autoridade maior da Igreja Católica Apostólica Romana sobre a terra, o papa, tido como autêntico sucessor de São Pedro.

A primeira coisa que precisamos observar é que os pecados, os erros e até supostos escândalos de um papa não tira a autenticidade da sua autoridade. Desde que tenha sido um servo do senhor! Estranho não é? Mas, veja, os maiores líderes de Israel e do cristianismo, pecaram seriamente durante a vida, e certamente responderam por isso, mas, prevaleceram sobre tudo isso, as suas virtudes. E o que ensinaram e testemunharam se crê até hoje!

Exemplos: Adão, o primeiro ser humano, foi logo o primeiro homem a pecar (Gn 3); Noé se embriagou tanto a ponto de ficar nú diante dos filhos (Gn 9, 18-23); Abraão riu da promessa de deus de ser pai aos mais de 90 anos de idade, e teve um filho com outra mulher que não era a sua esposa sara (Gn 16, 1-3; Gn 17, 1-17); Jacó fingiu ser seu irmão mais velho Esaú, para receber a bênção e a herança do pai Isaac, que estava cego na velhice (Gn 27); Moisés insinuou que teria poder de tirar água da rocha sem a ação de Deus (Nm 20, 2-13)…

Saul, o primeiro rei de Israel, escolhido e consagrado por deus, perseguiu Davi para matá-lo e não perder a coroa (1.º SM 10, 17-26, 1.º SM 18, 1-16); Davi, segundo rei de Israel, facilitou a morte de um militar do seu próprio exército, Urias, para ficar com a esposa dele (1.º SM 16, 1-13; 2.º SM 11); Salomão, filho de Davi, e terceiro rei de Israel, adorou outros deuses na velhice e teve mil mulheres (1.º RS 1, 28-40; 1.º RS 11, 1-13); os apóstolos fugiram quando Jesus foi preso (mc 14, 43-52); Pedro negou Jesus três vezes (LC 22, 54-62); Paulo servia ao Deus pai, mas, perseguiu os cristãos antes da sua conversão a cristo (AT 7, 54-60; AT 9, 1-19)…

Os papas também tiveram, tem e terão pecados e falhas na suas vidas pessoais. Mas, isso não tira a verdade que ensinam. E mesmo que tivessem pecados graves, a confissão e o arrependimento os lavaria de todo o mal.

Porém, Há Acusações Graves Contra Alguns Papas Que Não Tirariam A Autenticidade De Sua Autoridade, Nem A Verdade Do Ensinamento, Mas, Que Não São Verdadeiras, E Por Isso Vamos Mostrar A Verdade, Uma Por Uma Agora:

1) O Papa Urbano VIII (†1644) condenou Galileu à morte por ele afirmar que a terra era redonda.

O Papa Urbano VIII era, há muitos anos, um admirador de Galileu, a quem inclusive havia dedicado uma poesia latina em que louvava seus descobrimentos astronômicos.

Além disso, desde o primeiro momento, teve em postos muita confiança em vários amigos e partidários de Galileu. em 1624 Galileu foi a Roma e o papa o recebeu seis vezes, com grande cordialidade. (Antonio Favaro: Le Opere Di Galileo Galilei, 20 volumes, reimpressão, g. Barbèra editore, firenze 1968).

A Igreja Católica já sabia e aceitava pela astronomia, que a terra era redonda e que o sol não circulava ao redor dela e sim ele ao redor dele. e que o sol era o centro do nosso sistema solar. Sabia disso pelas mãos de Copérnico, grande astrônomo e padre antes mesmo de Galileu nascer!!! Em 1533 o papa clemente vii pediu que Copérnico apresentasse em Roma, a teoria formulada em 1529.

Anos depois, o cônego Copérnico concluiu a obra a dedicou ao Papa Paulo III. Santo Alberto magno (†1280) e seu discípulo São Tomás de Aquino defenderam as idéias de Aristóteles sobre a terra ser redonda séculos antes de Galileu!

O problema é que Galileu questionou o milagre do sol, no qual deus fez com que o sol ficasse parado por muito tempo no mesmo lugar (Js 10, 12-15). Seria errado dizer que o sol parou, segundo Galileu, porque o sol não se move nunca, a terra é que se move.

Mas, de acordo com a teoria física da relatividade e o estudo do referencial, pode-se afirmar sim, cientificamente, que o sol tenha parado, tomando por base a visão de quem está na terra. Quem está na terra, vê o sol se movendo, embora seja a terra quem se mova. Porém, na linguagem referencial, pode-se dizer então que o sol se movimenta aos nossos olhos, e que por milagre pode ficar parado aos nossos olhos.

Galileu não foi condenado à morte nem posto numa cadeia. Mas, dizendo que o escritor bíblico errou, foi indicado a um curto período de tempo em prisão domiciliar. ele era católico, tinha uma filha freira, e morreu católico em 1642.
http://caiafarsa.wordpress.com/galileu-e-a-igreja/

2) Santo Ulrico afirmou que o Papa Gregório VII mandou esvaziar um aquário num convento de freiras dentro do qual haviam 6.000 esqueletos de bebês abortados por elas, e que eram filhos de padres e bispos.

Primeiro, São Ulrico nasceu no ano de 890, e o papa Gregório começou a liderar a igreja católica em 1073, logo, não poderia estar vivo com 183 anos na época em que Gregório foi Papa.

Não poderia afirmar algo que se quer estava vivo para ver. Segundo, para se cobrir de água 6.000 esqueletos de bebês seriam necessários cerca de 240 m3 de água, o mesmo que 6 piscinas grandes de 40m3 . Algo impossível para a época e local!!!


HTTP://CAIAFARSA.WORDPRESS.COM/A-LENDA-DA-%E2%80%9CVENDA-DE-INDULGENCIAS%E2%80%9D-3/

3) o Papa Leão X vendeu indulgência (perdão dos pecados) no ano de 1518, para construir a basílica de São Pedro no vaticano, e usava um cofre com os dizeres “ao som da moeda caindo no cofre uma alma é salva” e afirmava ainda que “mesmo que alguém tenha violentado a Mãe de Deus, comprando a indulgência será salvo”.

Esta afirmação faz parte de um livro chamado ‘o Papa e o Concílio’ traduzido no Brasil pelo famoso e Ainda jovem Rui Barbosa, ficando muito conhecido.

Na época do Papa Leão X vivia Martinho Lutero, primeiro líder protestante, que excluindo erradamente a carta de São Tiago da Bíblia, afirmava que a fé não precisa de obras de caridade, nem doar dinheiro.

Afirma-se muito que Lutero se levantou contra o papa por causa desta suposta venda de Indulgencias, porém, o próprio Lutero disse que não era o papa quem as vendia e nem sabia disso: “deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse da dedicação dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a basílica de s. Pedro a cinzas, do que edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas”. (95 TESES DE LUTERO, TESE N.º 50, 31 DE OUTUBRO DE 1517)

Na verdade, quem as vendia era, entre outros, um monge alemão sem conhecimento nem permissão do papa. Lutero escreve ainda: “seja excomungado e amaldiçoado quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.” (95 TESES DE LUTERO, TESE N.º 71, 31 D E OUTUBRO DE 1517).

Era o monge alemão, de nome João Tétzel, quem usou as frases de que moeda no cofre salva alma automaticamente, e perdão até a um estuprador de Maria, e não o papa Leão X. O papa apenas concedia bênçãos para quem doasse com a construção da basílica, por ser um gesto solidário e de amor a Igreja.

Só para concluir, Rui Barbosa, que trouxe ao Brasil, essas acusações, voltou atrás diante da verdade, proibiu a reimpressão do livro traduzido por ele mesmo, e declarou: “estudei todas as religiões do mundo e cheguei a seguinte conclusão: religião, ou a Católica ou nenhuma.” (LIVRO ORIENTE, DE CARLOS MARIANO M. SANTOS (1998-2004) – ART 5).
HTTP://CAIAFARSA.WORDPRESS.COM/A-LENDA-DA-%E2%80%9CVENDA-DE-INDULGENCIAS%E2%80%9D-2/

4) O Papa Alexandre VI (†1503) teve filhos secretos com a própria filha, era o pai de Santa Catarina, e tinha muitas prostitutas no vaticano.

O Papa Alexandre VI (1492-1503) teve 7 filhos, nenhuma era Catarina. Uma filha, foi a conhecida Lucrecia Borges, porém, isso foi antes de ser papa. Antes mesmo de entrar para o clero.

Era a sua família. Quem fez acusações sobre ele ser amante da filha, ter filhos com ela e ter prostituas no vaticano, foi filofila, nada mais do que um zombador mentiroso, pago e protegido pela família Orsini, para difamar a família que o papa formou antes de ser do clero. Tudo sem comprovação alguma do que falava. espalhava isso em cartazes, pela madrugada.

O marido de Lucrécia também a acusou de ter relações sexuais com os irmãos e com o pai, o papa Alexandre VI, mas veja o que diz o site sobre tais acusações:

“Essas acusações não devem ser levadas ao pé-da-letra, já que foram feitas na época em que convinha a ele [marido] acusar a Lucrecia.” toda esta mentira tomou alcance maior por Vitor Hugo, poeta e pensador francês do século vii, e hoje ainda é espalhada como se fosse a mais pura verdade!!!

HTTP://WWW.DICIONARIODAFE.COM/DEBATES/PAPA_ACUSACOES-ALEXANDRE-VI.HTM HTTP://PT.WIKIPEDIA.ORG/WIKI/LUCR%C3%A9CIA_B%C3%B3RGIA

Mt 5, 11. Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. 12.Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

= ORIGENS DAS IGREJAS CRISTÃS =

Sabendo que haveríam pessoas que causariam divisões na sua igreja, Jesus chega a orar pela unidade dos cristãos (Jo 17, 11.21-22)! Mas elas são inevitáveis, porque o ser humano é livre, e quando faz mal uso da liberdade cria suas próprias doutrinas, e dividem a igreja, deixando dúvidas em muitas pessoas.

Porém, muitos deixaram e deixam as igrejas que frequentam, algumas vezes para fundarem outra. Só que cristo fundou apenas uma!!! Bispo Clemente de Alexandria (215dc) diz: “que maravilhoso mistério! Há um pai no universo. Há também uma única virgem que se tornou mãe, e me agrada chamá-la de igreja (paed. 1,6)

Mas, se você perguntar à essas igrejas separadas quem fundou a igreja católica, ou vão ficar sem ter o que responder ou vão dizer que ela foi fundada pelo imperador romano pagão, Constantino, no século IV, por volta do ano 310. ou ainda que ela fundada por cristo, mas, depois de Constantino, o catolicismo teria sido desviado da verdade bíblica, e começado a pregar mentiras através do catolicismo.

Mas, será que Constantino, filho de santa helena, fundou a igreja católica?  Será que a igreja católica começou a pregar mentiras a partir dele? Não, Constantino não fundou a igreja católica. O que aconteceu foi que, prestes a se preparar para uma guerra decisiva, o imperador romano Constantino, filho de santa helena, teve um sonho no qual aparecia o símbolo da cruz, e uma voz disse: “Sobre este símbolo vencerás!” Constantino mandou colocar o símbolo cristão em todo o seu exército e venceu a guerra.

Porém, ele não se converteu ao cristianismo, mas, com certeza se tornou um simpatizante e colaborador da fé cristã e ajudou aos cristãos. Após 4 séculos de perseguição romana, muitas vezes impiedosa, do império romano aos cristãos, no ano 312dc, Constantino elaborou uma lei, chamada o edito de Milão (Itália), na qual ele dava liberdade para serem realizados as celebrações cristãs e de quaisquer outras religiões. bem, como os cristãos puderam construir templos o quanto quisessem.

E, a pedido da Igreja, liderada pelo papa Silvestre I, Constantino adotou o domingo como dia de descanso para todos, o que já era prática entre cristãos, porém, era debaixo de perseguição. Isso fez com que os cristãos pudessem realizar suas reuniões sem problema algum, principalmente aos domingos. Dizia o documento:

http://pt.wikipedia.org/wiki/persegui%c3%a7%c3%a3o_aos_crist%c3%a3os (Perseguição aos cristãos nos primeiros séculos

http://pt.wikipedia.org/wiki/%c3%89dito_de_mil%c3%a3o (Edito de Milão, libertando o culto cristão de toda perseguição romana)

Constantino não fundou a igreja católica, nem igreja ou religião alguma! ele deu liberdade de culto também aos cristãos, e tomou outras decisões que ajudaram o cristianismo. Porém, em 381dc, outro imperador romano, Teodosio I, esse sim, convertido ao cristianismo, deu um passo ainda maior. Adotou a religião cristã a todo o império como religião oficial. Proibiu o culto pagão (a outros deuses) em todo o império, derrubou templos pagãos e construiu templos cristãos. Acabou com as olimpíadas, que eram feitas em tributos a deus gregos e romanos.

É afirmado por muitos que Constantino foi o primeiro a chamar a Igreja cristã de Católica, e por isso a teria fundado. Mas, foi no reinado de Teodosio, durante o concílio de Constantinopla, que a igreja cristã recebeu oficialmente o nome de Igreja Católica Apostólica Romana. e nada há de novo nesse nome.

Essas expressões já eram usadas entre os cristãos desde o século I, e tem fundamento bíblico e histórico. Teodosio, junto ao papa, apenas oficializaram estes termos para a igreja que já existia desde cristo. Veja:

*Igreja – vem de ‘ekklesia’ na língua grega, e significa povo escolhido, povo chamado, povo reunido (Mt 16:18)

*Católica – também vem do grego ‘katholikos’, e significa universal, mundial. quando cristo mandou os apóstolos irem até os confins do mundo, ele mostrou o desejo de que a sua igreja fosse mundial, universal (mt 28:19). o bispo s. Inácio de Loyola (107dc) registra: “onde está cristo Jesus, está a igreja católica (carta aos erminenses 8,2)

*Apóstolica – quando Jesus subiu ao céu, confiou a evangelização pelo mundo aos doze apóstolos, que orientavam os discípulos e demais seguidores. sua igreja é apostólica. e eles já faziam isso desde o início da missão (Mc 6:7; Mt 28:19). Bispo Tertuliano (210dc): “…estas igrejas[séc. III] não foram senão uma só igreja: a primeira, que foi fundada pelos apóstolos e é a origem de todas as outras. assim, todas elas são primeiras e apostólicas, porque todas formam uma só.” (Tratado sobre os hereges)

*Romana – romana porque Deus fez grande obra em roma. o império que mais perseguiu cristãos até hoje foi o império romano. Porém, não só foi convertida ao cristianismo, como se tornou a capital mundial da fé cristã. Na verdade, na lógica humana, a sede da fé cristã deveria ser Jerusalém, capital de israel.

Mas, em Jerusalém, Cristo foi rejeitado pela maioria e crucificado. E no coração do mundo, que mais perseguiu cristão, deus transformou no local mais cheio de cristãos na época. A capital do mundo se tornou capital da fé cristã. No coração do perseguidor, Deus cravou a fé no evangelho. Administrada de Roma parte ao mundo! Se torna mundial! Bispo Inácio de Antioquia (110dc): “e tu [Igreja de Roma], ensinastes às outras [igrejas]. E eu quero que permaneçam firmes…” (carta aos romanos IV, 1)

Porém, mesmo com as orações de Jesus para a unidade da Igreja, surgiram aqueles que dela se separaram e formaram outras igrejas, depois se separaram entre si (até hoje), tendo a igreja católica como a mais antiga e raiz direta e indireta de todas as demais igrejas cristãs. Falemos das mais conhecidas:

1517 – Igreja Luterana – Martinho Lutero, ex-monge, pregava que a fé sem obras salvava, e acaba se separando dela, dando origem aos luteranos. mas, a fé sem obras é morta (Tg 2:26) http://pt.wikipedia.org/wiki/reforma_protestante

1534 – Igreja Anglicana – o Rei Henrique VIII queria se casar novamente, estando ainda casado com sua mulher. Mas, a igreja Católica não lhe deu permissão. Então, ele fundou uma outra Igreja na Inglaterra, daí o nome igreja Anglicana (igreja inglesa). http://www.cleofas.com.br/virtual/texto.php?doc=pergunta_resposta&id=prs0141

1561 – Igreja Congregacional – Richard Fitz lidera o primeiro movimento congregacional, que achava a doutrina da igreja anglicana insuficiente. http://pt.wikipedia.org/wiki/congregacionalismo

1572 – Igreja Presbiteriana – João Calvino rejeita severamente as imagens, e funda secretamente a Igreja Presbiteriana ou Calvinista. Hoje tal igreja possui imagens. http://pt.wikipedia.org/wiki/presbiterianismo

1609 – Igreja Batista – expulsos da Inglaterra pelos cristãos anglicanos, John Smyth e Thomas Helwys fundam a igreja batista por considerarem apenas o batismo por mergulho como sendo válidos. Sendo que a bíblia mostra batismo em lugares impossível de mergulho: prisão e casas (At 9, 17-18; 16, 25-34).
http://pt.wikipedia.org/wiki/igreja_batista

1840 – Adventista do Sétimo Dia – William Miller, deixa a Igreja Batista, e através da doutrina chamada Millerismo, convence várias pessoas de outras igrejas a seguirem uma nova doutrina, que seria chamada de Adventismo, que deu origem a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Falha duas vezes ao prever a volta de Jesus (At 1, 6-7)

http://pt.wikipedia.org/wiki/william_miller / http://pt.wikipedia.org/wiki/millerismo / http://pt.wikipedia.org/wiki/igreja_adventista_do_s%c3%a9timo_dia

1873 – Testemunhas de Jeová – Charles Taze Russell – era da igreja presbiteriana, e passou para a congregacional. Chegou a frequentar a Igreja Batista, mas, descordando de certos pontos da doutrina dessas igrejas, e pregado erradamente que Jesus não é deus, dá início às testemunhas de Jeová (Jo 20, 28-29) .
http://pt.wikipedia.org/wiki/testemunhas_de_jeov%c3%a1

1918 – Assembléia de Deus – fundada por Daniel Berg e Gunnar Vingren. Por sugestão do sueco Gunnar Vingren, adotam o nome de Assembléia de Deus, copiando o nome de uma outra igreja protestante que já existia nos estados unidos. eram da Igreja Batista, porém, não foram mais aceitos lá, por entre outras coisas, pregarem curas de doenças sem rémédio, unicamente por milagre. Mas, o próprio São Lucas era médico, mostrando a importância da medicina e dos remédios (Col 4:14)

http://pt.wikipedia.org/wiki/assembleia_de_deus

1962 – Igreja Deus é Amor – foi fundada por David Miranda. Sua família passou para uma certa Igreja Protestante. Ele foi a um culto de outra igreja protestante, e decidiu ser protestante. Porém, passou por várias Igrejas e segundo sua história, por ter sido alvo de inúmeras invejas de outros líderes dessas igrejas, acabou fundando sua própria igreja!!!

http://pt.wikipedia.org/wiki/igreja_pentecostal_deus_%c3%a9_amor

1977 – Igreja Universal do Reino de Deus – edIr maRcedo era membro da igreja nova vida. Por descordar de certos pontos, se separou dela, junto com Romildo Soares fundou a Igreja Universal.

Porém, Romildo acabou se separando de Edir Macedo, para fundar a Igreja Internacional da Graça de Deus em 1980. Da Universal, entre outras igrejas, também surgiu a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada em 1998, por Valdemiro Santiago, ex-bispo da igreja universal.

http://pt.wikipedia.org/wiki/igreja_universal_do_reino_de_deus / http://pt.wikipedia.org/wiki/internacional_da_gra%c3%a7a_de_deus http://pt.wikipedia.org/wiki/igreja_mundial_do_poder_de_deus


Aula por : Emerson.

Anúncios
comentários
  1. Ivanildo de Araujo Ramos disse:

    Muito interessante essa aula de conhecimento religioso, principalmente do catolicismo romano.
    Gostei das informações! Um abraço a todos do site e internautas que visantam o mesmo.

  2. Manassés Silva de Santana disse:

    verdade é que cada igreja tem seus argumentos.A verdade é que cristo não veio fundar igreja nenhuma,o que ele queria era a reforma do judaísmo.Ele nunca mandou construir esses templos faraonicos que se ver por aí, pois ele mesmo disse que não tinha nada com este mundo atual e com seu governo corrupto. Que quer dizer a palavra igreja?.Que venha o seu reino e o Judaísmo Cristão Universal. Shalom Adonay.

  3. Manassés Silva de Santana disse:

    Cada igreja com seus argumentos.Cristo não mandou fundar igreja.O que ele veio foi cumprir a lei judaica e reformar o judaísmo tranformando-o em universal o que vai acontecer com o seu retorno a esta terra e jugar os falsos mestres que transforman igrejas em estado,quando ele mesmo disse que seu governo não pertence a este mundo atual. que venha o seu reino e o judaísmo Cristão universal.

  4. manuel disse:

    Se Jesus não fundou Igreja… Então pior ainda os homens que saiem fundando Igrejas.

  5. Carlos Alberto Pires da Silva disse:

    Ilmº. Senhor Emerson.

    Lendo o seu artigo achei muito interessante as colocações abordadas. Todas fundamentadas em documentos e isentas de parcialidades.
    No entanto, quando V.Sa. menciona a Igreja Presbiteriana afirma que: “Hoje tal igreja possui imagens” e cita o site http://pt.wikipedia.org/wiki/presbiterianismo.
    Procurei a referida asserção no site e não encontrei nada a respeito. Não digo que não existe, talvez não tenha atentado para alguns detalhes nas diversas ramificações cismáticas dessa denominação.
    Outrossim, quero deixar claro que não pertenço a nenhuma delas, visto que sou Católico, Apostólico e Romano.
    Outro detalhe que precisa ser esclarecido diz respeito As Testemunhas de Jeová quando V.Sa.
    cita (Jo 20, 28-29).
    Pelo que deduzi essa seita aproveitou-se do artifício do sofisma para atender os seus propósitos. Estou certo?

    Atenciosamente.
    Carlos

  6. Carlos Alberto Pires da Silva disse:

    Aproveitando o ensejo, queira desculpar-me pelo erro de concordância.

    Carlos

  7. Daniel Dumaresq disse:

    Sobre a terceira afirmação, Lutero também disse:

    43ª Tese
    “Deve-se ensinar aos cristãos proceder melhor quem dá aos pobres ou empresta aos necessitados do que os que compram indulgências.”

    44ª Tese
    “É que pela obra de caridade cresce o amor ao próximo e o homem torna-se mais piedoso; pelas indulgências, porém, não se torna melhor senão mais seguro e livre da pena.”

    45ª tese
    “Deve-se ensinar aos cristãos que aquele que vê seu próximo padecer necessidade e a despeito disto gasta dinheiro com indulgências, não adquire indulgências do papa. mas provoca a ira de Deus.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s